GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Por que existem dúvidas sobre a autoria das peças de Shakespeare?

Para completar, ele não era creditado como autor em suas primeiras peças e, nos documentos citados, seu sobrenome aparece também com outras grafias.

Lu Gomes

Sabe-se muito pouco sobre a vida desse ator e escritor inglês, considerado o maior dramaturgo de todos os tempos. Os registros se limitam a documentos de batismo, casamento, testamento, escrituras de terras, impostos e recibos – além de referências em textos de seus contemporâneos. Para completar, ele não era creditado como autor em suas primeiras peças e, nos documentos citados, seu sobrenome aparece também com outras grafias: Shaksper, Shaxpere, Shagspere, Shakespere, Shackspeare e Shake-Speare. A autoria de suas 37 peças e 154 sonetos começou a ser a questionada no século XIX por estudiosos que preferiam atribuí-la ao filósofo e político Sir Francis Bacon (1561-1626).

No século XX, surgiu outra turma, para quem o real autor seria Edward de Vere (1550-1604), Conde de Oxford – mas algumas das mais importantes peças de William Shakespeare (1564-1616) foram escritas depois da morte de De Vere. “Não existem provas de que outra pessoa teria escrito as obras shakespearianas. Esses questionamentos parecem, na verdade, ter nascido de um ponto de vista extremamente elitista, segundo o qual os textos são tão sofisticados que só poderiam ter sido escritos por um nobre e não por um homem do povo”, diz John Milton, professor de literatura inglesa da USP.