Clique e assine a partir de 8,90/mês

Quadrado Sator: o enigma milenar que inspirou “Tenet”

O nome do novo filme de Christopher Nolan saiu de um enigma milenar, descoberto nas ruínas de Pompeia. Entenda.

Por Rafael Battaglia - Atualizado em 16 set 2020, 15h13 - Publicado em 16 set 2020, 14h58

Tenet, o novo filme de Christopher Nolan, já estreou em alguns cinemas do mundo – e pode chegar ao Brasil até o fim do ano. Veja o trailer:

O nome do longa tem uma origem curiosa. Ele vem do Quadrado Sator, um conjunto de palavras descoberto há milhares de anos:

1 – “Subi no ônibus”

“Tenet” é um palíndromo – palavras que se mantêm iguais se lidas de trás para frente, como “ovo” e “arara”. Vem do latim tenere, que significa “possuir”.

2 – Truque inteligente

Continua após a publicidade

O Quadrado Sator é um quebra-cabeça que pode ser lido de várias maneiras: da esquerda para a direita, de cima para baixo, e até invertido. Faça o teste.

3 – Primeira aparição

O Quadrado foi descoberto nas ruínas de Pompeia, destruída em 79 d.C. Mas pouco se sabe sobre ele. Uma possível tradução das palavras seria “Arepo, o semeador, possui o funcionamento das rodas”.

4 – Teorias de origem

Alguns acreditam se tratar de um anagrama para o “Pai-Nosso” em latim, uma reza para rituais exorcistas ou mesmo um símbolo de proteção para casas e igrejas cristãs.

5 – Easter eggs

No filme, Tenet é a organização que usa a “inversão do tempo” para salvar o mundo – daí a referência aos palíndromos. E atenção: as outras palavras do quadrado também aparecem na história.

Continua após a publicidade
Publicidade