GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Quadrinhos no cinema

Com exceção de 2009, em todos os anos da última década uma adaptação de HQ para a telona figurou entre as maiores bilheterias do ano. Os fãs vão cada vez mais ao cinema conferir o resultado - e ele varia, como varia

Otavio Cohen, Gabriel Gianordoli, Felipe Van Deursen e Iopa

O PIONEIRO

Em 1978, Richard Donner inaugurou a era das grandes adaptações de HQs. Superman revelou Christopher Reeve e contou com Marlon Brando, que ganhou US$ 3,7 milhões, maior cachê do cinema até então. A quinta parte da série saiu em 2006.

VÁRIAS FASES DE BATMAN

Ele estreou no cinema nos anos 60. Só voltou na virada dos 80 para os 90, ganhando um tom lúgubre. Em seguida, naufragou em fiascos com uniformes de mamilos salientes. E voltou em 2005, na mais bem-sucedida fase do herói.

OS MUTANTES

As adaptações de X-Men tiveram muita liberdade criativa, com direito a modernização de uniformes e histórias. A “primeira classe”, tratada no último filme, por exemplo, não tem os mesmos personagens das HQs originais.

SUBÚRBIO ALTERNATIVO

Romances gráficos, HQ de linguagem mais sofisticada, têm adaptações bem fiéis. Mas nem sempre agradam aos fãs. A personagem Evey é mais velha no filme V de Vingança, o que gerou críticas – mesmo com Natalie Portman no papel.

QUARTETO FRACAS

Um estúdio alemão rodou Quarteto Fantástico às pressas em 1994. Não chegou à telona, mas o filme virou relíquia. Os heróis só iriam para o cinema em 2005.

MAIORES NO CINEMA

Antes de virar filme, Homens de Preto era história em quadrinhos. Ela foi publicada em 1990 e era bem diferente do longa, com um tom mais sério. Assim como a HQ do Máscara dos anos 80, em que o personagem era sádico, parecido com o Coringa.

* Dados não consolidados

Fontes Renan Martins Frade, colunista de HQs do Judão.com.br; Daniel Lopes, fundador do site PipocaeNanquim.com.br e coautor do livro Quadrinhos no Cinema; Comicbookmovie.com; Boxofficemojo.com