GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Qual é a melhor universidade do mundo?

Harvard, a mais antiga instituição de ensino superior dos EUA ¿ fundada em 1636 ¿ encabeça os mais respeitados ran kings de escolas superiores (aqui, escolhemos a lista do jornal inglês The Times).

Texto Pedro Burgos

Harvard, a mais antiga instituição de ensino superior dos EUA – fundada em 1636 – encabeça os mais respeitados ran kings de escolas superiores (aqui, escolhemos a lista do jornal inglês The Times). Para estudar em Harvard, em Cambridge, estado de Massachusetts, os cerca de 20 000 estudantes pagam em média R$ 78 000 por ano, com direito a plano de saúde e acomodações. A maior dificuldade de entrar lá, no entanto, não é o custo – cerca de 70% dos alunos têm alguma bolsa. Mas, sim, as notas: em alguns cursos, é preciso quase gabaritar as provas do SAT, espécie de vestibular americano. Muito dinheiro, ótimos alunos e dezenas de Prêmios Nobel são ingredientes importantes da receita de sucesso da universidade.

As 10 melhores do mundo em 2006*

1. HARVARD, EUA

2. CAMBRIDGE, REINO UNIDO

3. OXFORD, REINO UNIDO

4. INSTITUTO DE TECNOLOGIA DE MASSACHUSETTS (MIT), EUA

5. YALE, EUA

6. STANFORD, EUA

7. INSTITUTO DE TECNOLOGIA DA CALIFÓRNIA (CALTECH), EUA

8. UNIVERSIDADE DA CALIFÓRNIA EM BERKELEY, EUA

9. UNIVERSIDADE IMPERIAL DE LONDRES, REINO UNIDO

10 PRINCETON, EUA

* Segundo especialistas consultados pelo jornal inglês The Times.

Prêmios nobel

HARVARD (78) = RÚSSIA (21) + ITÁLIA (19) + CANADÁ (18) + JAPÃO (12) + ISRAEL (8)

Mais altos que baixos

Harvard é sinônimo de excelência na educação. Já nos esportes…

TEMPO PARA DECIDIR – Alto

Idéia comum nos EUA e que nunca pegou no Brasil, o college é o primeiro passo no ensino superior. E no Harvard College, o calouro não decide logo qual carreira quer. Os alunos que ingressam são livres para escolher disciplinasem 50 áreas diferentes – de anatomia a língua chinesa – antes de partir para o curso de bacharelado.

CONHECIMENTO GLOBAL – Alto

O Centro de Relações Internacionais de Harvard é berço de alguns dos maiores pensadores da geopolítica. Foi lá que Samuel Huntington concebeu, em 1993, a polêmica teoria do “choque de civilizações”, que colocava em cantos opostos do ringue o mundo islâmico e o imperialismo americano.

CÉLULAS ANTIBUSH – Alto

Como resposta ao governo americano, que não financia pesquisas com células-tronco, Harvard criou um instituto para pesquisar o tema em 2004. Lá foi descoberto um método de “reiniciar” uma célula adulta em ratos, fazendo-a virar uma célula-tronco, uma das maiores descobertas da área.

ESPORTES – Baixo

Harvard não costuma ganhar os principais esportes na liga esportiva universitária americana, até porque não dá bolsas para atletas – expediente comum em outras instituições dos EUA. Ainda assim, ao menos um atleta de Harvard competiu em cada uma das Olimpíadas, desde 1896.

Por que dá certo?

Três motivos que fazem de Harvard a campeã mundial da eduação

TRABALHO COM A COMUNIDADE

Mais de 2/3 dos seus estudantes realizam trabalhos voluntários, em 240 programas bem organizados para aproveitar as habilidades de todos os alunos. A Escola de Direito tem um braço para atendimento público gratuito que é o maior dos EUA, enquanto os cursos de pedagogia têm parcerias com todas as escolas públicas da região – não por coincidência, algumas das melhores do país.

FINANÇAS ENXUTAS

Sobra dinheiro em Harvard. As doações são depositadas em um fundo que já somava, em 2006, R$ 57 bilhões – o 2º maior capital de uma instituição não-governamental do mundo, depois do instituto de caridade mantido por Bill Gates. A fortuna é investida e apenas o rendimento anual é usado na universidade. O dinheiro é guardado para épocas de vacas mais magras ou para grandes projetos de expansão.

ORGULHO DE QUEM ESTUDA.

Além de pagar uma bolada de anuidade, 40% dos alunos fazem doações à universidade (a média nos EUA é de 13% dos alunos doarem dinheiro às suas escolas). Exalunos também põem a mão no bolso e doam à universidade mais de US$ 500 milhões por ano. O brasileiro Jorge Paulo Lemman, sócio da cervejaria Imbev, que se formou em administração de empresas, doou US$ 2 milhões em 2004.

Álbum de celebridades

Pensadores, políticos e artistas freqüentaram as salas de aula de Harvard

• George W. Bush (saiu em 1975), formado por Yale, fez um curso de especialização em administração.

• Fred Gwynne (1951), ator, ficou famoso como o Herman Monstro da série de TV Os Monstros.

• Al Gore (1969), ex-vice-presidente dos EUA, já praticava política nas associações de alunos de Harvard. YO-YO MA (1976), violoncelista, formado em artes, obteve o doutorado honorário em música em 1991.

• Mira Sorvino (1989), atriz, saiu de Harvard com um diploma de língua chinesa.

• Bill Gates (1976), abandonou o curso de direito para fundar a Microsoft e ganhar rios de dinheiro.

• Noam Chomsky (1955), lingüista de formação e intelectual de plantão.

• Stephen Jay Gould, paleontólogo, foi professor em Harvard nos anos 60 e