GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Qual é a simbologia do unicórnio?

Há 1 milhão de anos, um antílope pré-histórico que habitava a Terra tinha dois chifres tão próximos no centro da cabeça que pareciam um só.

Ele representou diversas coisas ao longo da história, mas ficou mais conhecido como símbolo de pureza e castidade. Mitos envolvendo esse cavalo imaginário com um chifre na testa já existiam na Índia e na China, milênios antes de Cristo. Mas foi só a Grécia Antiga que deixou registros precisos.

Por volta do ano 2 d.C., o unicórnio era descrito no bestiário grego Physiologus – uma coleção de mitos sobre animais e plantas – como um ser forte e puro, que só uma virgem podia capturar. Essa lenda pode ter ajudado a transformá-lo definitivamente em ícone de castidade. Durante a Idade Média, essa imagem de pureza se espalhou pela religião cristã. “Na cultura medieval, o unicórnio aparece relacionado à Virgem Maria, fecundada pelo Espírito Santo. Ele é símbolo da penetração do divino”, diz a historiadora Yone de Carvalho, da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).

É claro que os unicórnios nunca existiram de verdade, mas a sua imagem pode ter sido inspirada em um animal real. Há 1 milhão de anos, um antílope pré-histórico que habitava a Terra tinha dois chifres tão próximos no centro da cabeça que pareciam um só.

Veja também
  • query_builder
  • query_builder
  • query_builder
Newsletter Conteúdo exclusivo para você