GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Qual foi o primeiro dicionário?

A partir do século I d.C., os gregos criaram os lexicons, que também serviam para catalogar os usos das palavras de sua própria língua ¿ mas dicionários como conhecemos hoje só surgiram .

Márcio Ferrari

(Cícero Henrique da Silva, Lajedo, PE)

Os mais antigos precursores de que se tem notícia são tabletes em escrita cuneiforme da civilização sumeriana, da antiga Mesopotâmia, datados de cerca de de 2600 a.C. “Eram repertórios de signos, com nomes de profissões, de divindades e de objetos usuais, que funcionavam como dicionários unilíngües”, diz a lexicógrafa Ieda Maria Alves, da USP. A partir do século I d.C., os gregos criaram os lexicons, que também serviam para catalogar os usos das palavras de sua própria língua – mas dicionários como conhecemos hoje só surgiram durante o Renascimento, começando pela tradução das duas línguas clássicas para os idiomas modernos. “Quando o conhecimento do latim e do grego antigos começou a rarear, a leitura da Bíblia foi se tornando mais difícil, tornando necessários os dicionários bilíngues”, afirma o filólogo Evanildo Bechara, da Academia Brasileira de Letras.

O mais célebre volume dessa época foi organizado pelo monge italiano Ambrogio Calepino (c. 1435-1510) e publicado em 1502. Tratava-se de um volume latim-italiano que, em edições posteriores compiladas por outros dicionaristas, passou a incluir até 11 línguas. O livro ficou tão famoso que o termo calepino acabou se tornando sinônimo de “dicionário”, da mesma maneira como se diz “aurélio” hoje no Brasil.