Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Teatro, Palco

Pedaço de chão mágico onde, há milênios, vive a arte

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h54 - Publicado em 31 ago 2006, 22h00

Shakespeare escreveu que o mundo é um palco, e os homens não passam de meros atores, comparando vida e arte. Mas não é só a encenação teatral que é refl exo da história, também os palcos em que ela acontece contam partes importantes sobre como o homem vê o mundo.

As encenações teatrais surgiram como manifestações ritualísticas de várias culturas. Mas é no século 5 a.C. na Grécia que o teatro ganha um corpo: os anfiteatros. Espaços circulares rodeados por arquibancadas, são o local de encenação das tragédias. Apesar de não estar mais ligado à religião, o teatro tinha papel fundamental na vida dos gregos: a função da tragédia, segundo Aristóteles, era levar à catarse, ou seja, expulsar as fortes emoções dos espectadores. Os romanos adotaram o formato de teatro circular, no nível do chão, com espectadores ao redor.

Na Idade Média, o teatro assumiu uma função didática, contando temas religiosos e sendo encenado até em catedrais. Com o Renascimento, surge o teatro de palco italiano, o formato tradicional ainda bastante difundido em que uma “quarta parede” separa a encenação do público. Movimentos de vanguarda no século 20 desenvolveram novas formas de interação com o público, e o palco teatral ganhou vários formatos, para eventos de todos os tamanhos.

Publicidade