Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Ciência

Quais são as dez equações mais importantes da história?

Texto: Tiago Cordeiro | Edição de Arte: Daniela Tiemi | Design: Andy Faria | Ilustrações: Rodrigo Fortes

1 • Teorema de Pitágoras

Século 6 a.C. • Pitágoras (570 a.C.-495 a.C.)

Praticamente tudo na engenharia passa pelo teorema, que ajuda a fazer cálculos para triângulos e quaisquer outros polígonos. Assim, grandes edifícios da Antiguidade foram construídos segundo a equação, mesmo antes de Pitágoras escrevê-la – o mérito do matemático grego foi dar a ela uma formulação simples.

2 • Números amigáveis

Século 9 • Thābit ibn Qurra (826-901)

Nascido no Iraque, Qurra foi um dos expoentes da era de ouro do Islã. Ajudou a estabelecer conceitos importantes da álgebra, incluindo a noção de números amigáveis – são pares de números em que um deles é a soma dos divisores do outro. Sua equação foi usada para cálculos de eclipses solares, entre outras aplicações práticas.

3 • Logaritmos

1620 • John Napier (1550-1617)

O matemático britânico desenvolveu os logaritmos para facilitar multiplicações de números muito grandes. Graças a ele, basta consultar tabelas para acelerar em muito os cálculos de matemáticos, astrônomos, engenheiros e físicos. Eles também estão na base da linguagem de programação dos computadores.

4 • Função derivada do cálculo

1668 • Isaac Newton (1643-1727)

Mede a taxa em que uma quantidade qualquer muda de acordo com o tempo. Essa equação fundamenta todas as teorias que explicam como os seres vivos e os objetos se mexem. Faz parte da ciência da computação, da engenharia, da economia e da medicina.

A segunda lei de Newton, de 1686, ajuda a calcular a força necessária para mover determinada quantidade de massa – seja ela um carro, seja ela um foguete.

5 • Lei da Gravitação Universal

1687 • Isaac Newton (1643-1727)

O inglês Newton é o único que aparece mais de uma vez nesta lista, e por um bom motivo. Suas teorias explicam quase tudo o que se move no planeta. E a lei da gravitação nos fez entender não só por que as coisas caem no chão mas também como, por exemplo, um satélite artificial pode ser mantido no espaço.

Continua após a publicidade

6 • Equação de onda

1746 • Jean le Rond d’Alembert (1717-1783)

Uma série de descobertas e teorias sobre o comportamento das ondas culminou nesta equação do matemático francês, que descreve como o formato da corda se altera ao longo do tempo. A fórmula teve implicações importantes na teoria musical, mas é usada até para estudar terremotos.

7 • Segunda lei da termodinâmica

1850 • Ludwig Boltzmann (1844-1960)

Em uma época de grandes descobertas, esse físico austríaco conseguiu explicar como os átomos interagem de forma a alterar o comportamento de grandes objetos. Sem a lei, seria quase impossível realizar a Revolução Industrial – foi ela que permitiu desenvolver motores a combustão e aparelhos refrigeradores.

8 • Equação Maxwell-Faraday

1873 • Michael Faraday (1791-1867) e
James Clerk Maxwell (1831-1879)

Primeiro veio o inglês Faraday, que descobriu que eletricidade e magnetismo são forças relacionadas. Depois, o escocês Maxwell usou o trabalho de Faraday para desenvolver as bases do eletromagnetismo. As baterias de automóveis, as turbinas eólicas e as usinas hidrelétricas precisam dessa teoria (que na verdade é composta de quatro equações) para existir.

9 • Equivalência entre massa
e energia

1905 • Albert Einstein (1879-1955)

Judeu refugiado da Alemanha nazista, Einstein provou que massa é uma quantidade absurdamente condensada de energia. Isso mudou a ciência para sempre, ajudou no entendimento de buracos negros e outros fenômenos da astronomia e propiciou o surgimento da energia nuclear (e também da bomba atômica).

10 • Teoria da informação

1949 • Claude Shannon (1916-2001) e
Warren Weaver (1894-1978)

Poucas equações têm tantas aplicações práticas quanto a desta dupla americana, que estabelece os padrões de armazenamento e transmissão de informações. A fórmula é essencial na compressão de dados em formatos populares, do mp3 ao jpeg, e também no funcionamento das redes sociais.

CONSULTORIA

Francisco Miraglia Neto, professor de matemática da Universidade de São Paulo (USP), Livros: As Grandes Equações, Robert Crease, e 17 Equações Que Mudaram o Mundo, de Ian Stewart.

Continua após a publicidade