GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Área 51

Base secreta da Força Aérea americana é alvo de especulação sobre pesquisas com alienígenas.

Ivan Finotti

A cerca de 100 quilômetros de Las Vegas, placas informam o desavisado: “Afaste-se”, “Área militar”, “Visitantes não permitidos” e “Proibido fotografar”. Estamos na entrada da base secreta conhecida como Área 51 e, segundo os ufólogos do mundo inteiro, a verdade está lá dentro.

A VERSÃO OFICIAL

Funcionando desde os anos 50, o governo admitiu a existência do local apenas recentemente: trata-se da base Groom Lake da Força Aérea americana. A razão de tanto segredo é que ali são testadas as últimas novidades tecnológicas da aviação militar. Ali, cientistas desenvolvem aeronaves como o Black Manta, e foi ali mesmo que aviões como o espião U-2 e o bombardeiro B-2 foram testados antes de partirem para a batalha nos céus.

A TEORIA DA CONSPIRAÇÃO

Sim, é verdade que o governo americano desenvolve aviões de último tipo na Área 51. Mas não são os cientistas que andam inventando novidades: eles copiam tudo das naves alienígenas capturadas pelo governo norte-americano nas últimas décadas. É lá mesmo, na Área 51, que estão estocados dezenas, talvez centenas, de discos voadores de todos os tipos e modelos, além, é claro, dos corpos das mais variadas espécies de seres extraterrestres.

Segundo informações coletadas pelos ufólogos, dois funcionários da Área 51 morreram em 1994 após serem infectados por um elemento estranho. Isso porque seus chefes militares se negaram a informar aos médicos do que se tratava a infecção. Cinco anos antes, um cidadão chamado Bob Lazar declarou em uma estação de TV de Las Vegas que não apenas trabalhou na base secreta, como viu fotos de naves e relatórios de autópsias em ETs. Submetido a um detector de mentiras, Bob passou!

Após a entrevista de Bob Lazar na TV, há 14 anos, a Área 51 (este é o nome que a região levava em antigos mapas do estado de Nevada) virou coqueluche nos EUA. Parte do filme Independence Day passa-se lá dentro, e a base também virou piada no desenho Os Simpsons. Milhares de curiosos passaram a visitar anualmente a pequena cidade de Rachel, próxima à base.

Os moradores, aliás, estão adorando o ufoturismo. Há bares, motéis e lojas que vendem tudo relacionado aos homenzinhos verdes. E a prefeitura até conseguiu mudar o nome da Highway 375, a rodovia que passa por ali: agora, para encontrar os ETs e a Área 51, basta seguir em frente pela Alien Highway.