GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Bebês já usavam mamadeira há 3 mil anos

Vasilhames de barro como o que você vê na foto datam da pré-história alemã e eram usados para alimentar crianças com leite de outros animais.

O ser humano é o único animal que possui o estranho hábito de ingerir leite de outra espécie. O leite de animais ruminantes (como vacas, cabras e ovelhas) é introduzido aos bebês humanos já no desmame, quando eles estão começando a diversificar sua alimentação. Para facilitar a adaptação deles a essa nova fase, o homem inventou a mamadeira, recipiente com uma estrutura de sucção que imita, de forma bem simplificada, o bico do seio de uma mulher.

Acontece que fazer tetas artificiais para bebês não é, nem de longe, coisa do homem moderno. Segundo um estudo feito por pesquisadores da Universidade de Bristol, na Inglaterra, crianças já usavam mamadeiras há 3 mil anos.

A base do estudo foram vasilhames de barro com bicos longos e finos, encontrados em túmulos de crianças na Baviera, região no sul da Alemanha. Os recipientes foram fabricados entre 800 e 1.200 a.C., e, segundo os autores, são do tamanho ideal para serem segurados por uma bebê grandinho: medem algo entre 5 a 10 centímetros. A modelagem de animalzinho de um deles – com pernas, cabeça e chifres – sugere que o objeto também pode ter sido usado como brinquedo pelos pequenos. Veja abaixo como eram:

 (K.R.-S/Reprodução)

Na verdade, os primeiros vasilhames de barro com bicos laterais finos datam do período Neolítico, por volta de 5.000 atrás, e foram encontrados por arqueólogos na Europa. No entanto, os especialistas não sabiam exatamente para que eles serviam. Já havia a suposição de que fossem mamadeiras – mas também poderiam ser recipientes usados por doentes e idosos.

O pulo do gato do estudo inglês é que os pesquisadores foram além de qualquer suposição: uma análise de resíduos de gordura que sobreviveram no fundo da vasilha revelaram que ali havia leite de algum mamífero ruminante. Isso, somado ao tamanho pequeno dos objetos e ao fato de terem sido encontrados dentro de túmulos de crianças pequenas (entre 1 e 6 anos) não deixa dúvidas: os vasilhames eram mamadeiras. Inventadas cerca de mil anos de Cristo.

Segundo os pesquisadores, o desenvolvimento de mamadeiras pode ter tornado a maternidade uma responsabilidade mais “coletiva”, justamente no período em que as pessoas estavam começando a viver em grupos maiores, com alguns assentamentos de várias centenas de pessoas. Interromper o aleitamento materno em idade precoce também pode ter ajudado às mulheres a terem mais filhos, pois diminuía a dependência do bebê com relação à mãe.

A equipe, agora, planeja analisar outros artefatos semelhantes, para investigar o período do desmame em tempos remotos:  “Criar bebês na pré-história não foi uma tarefa fácil. Estamos interessados ​​em pesquisar práticas culturais da maternidade, que tiveram profundas implicações para a sobrevivência dos bebês”, afirmou Katharina Rebay-Salisbury, uma das autoras do estudo.