Clique e assine a partir de 8,90/mês

Bola de fogo

Um caminhão-tanque carregado perdeu o controle e bateu contra um camping na Espanha. O gás que ele liberou explodiu e abriu uma cratera no local

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h16 - Publicado em 2 fev 2013, 22h00

Amanda Silva

Acidente rodoviário
Espanha – 1978 – 215 mortos – 300 feridos

Famílias inteiras aproveitavam um dia de sol num camping de beira de praia da Espanha quando um caminhão-tanque bateu contra o muro do local. Curiosos, pais, mães e filhos correram para conferir se o motorista estava bem. Enquanto isso, o gás que vazava do veículo formava uma bolha sobre o camping. A explosão que se seguiu logo depois incinerou o local.

Tudo, em um raio de 300 m, ficou devastado. As 215 mortes transformaram uma simples batida contra um muro no maior acidente rodoviário da história e fizeram a fama do camping, chamado Los Alfaques. O 2o mais mortal, aliás, foi bem parecido: em 1995, na Índia, um caminhão carregado de benzeno bateu contra um ônibus e explodiu, com 110 mortes. Já entre os engavetamentos, o título de maior tragédia cabe ao Brasil: em 28 de junho de 1977, na Via Anchieta, em São Paulo, 140 veículos bateram. Trezentas pessoas ficaram feridas e 15 perderam a vida.

Continua após a publicidade

O acidente da Espanha aconteceu em 11 de julho de 1978. O caminhão continha 45 m3 de propileno liquefeito e deixava a refinaria de La Pobla de Mafumet rumo a Barcelona. Rodou 102 km até chegar ao vilarejo de Sant Carles de la Ràpita, no litoral oeste da Espanha, onde rodou numa curva ¿ os peritos acreditam que o problema foi causado por um pneu furado. Naquele momento, bem no meio das férias de verão, o camping estava lotado de turistas franceses e alemães. Muitos deles ficaram tão carbonizados que ainda hoje não foi possível fazer a identificação.

O camping foi reaberto apenas 6 meses depois do acidente e existe até hoje. Seu atual proprietário, Mario Gianni, acaba de perder um processo contra o Google em que pedia que a tragédia fosse retirada da página de buscas porque a referência deixaria de lado os atrativos do lugar. A Corte espanhola decidiu que o empresário deve levar sua reclamação para os tribunais americanos.

A tragédia deixou uma lição: desde então, a Espanha proíbe a circulação de veículos contendo gases tóxicos ou inflamáveis durante o dia. E investe na construção de estradas secundárias exclusivas para esse tipo de veículo.

Estradas mortais
As rodovias mais perigosas do planeta*

1. Yungas – Bolívia
2. BR-116 – Brasil
3. Sichuan-Tibet – China
4. Pan-Americana – Costa Rica
5. Rodovia Costeira – Croácia

Continua após a publicidade

* Fonte: Banco Interamericano de Desenvolvimento.

Destruição para todos os lados
O veículo liberou probileno, que formou uma bolha, detonada por uma fagulha

1. O caminhão perde o controle, bate no muro do camping e invade a entrada do local. As causas da batida não foram esclarecidas.

2. Enquanto os turistas, curiosos, se aproximam do veículo, começa a vazar uma nuvem de gás branco e denso.

3. O gás alcança uma danceteria do outro lado da pista. O local estava aberto e tinha equipamentos de cozinha funcionando.

Continua após a publicidade

4. Uma bola de fogo de 300 m de raio incinera o camping. Pedaços do caminhão saem voando.

Publicidade