Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Cozinha sob pressão

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h12 - Publicado em 31 ago 1998, 22h00

Em 1679, o jovem físico francês Denis Papin (1647-1712) acabara de ser eleito membro da Sociedade Real, na Inglaterra. Para impressionar seus eminentes companheiros, serviu um jantar preparado na engenhoca inventada por ele, o “digeridor”, uma panela que cozinhava tudo mais rápido. Papin sabia que, sob pressão, a água atinge temperaturas superiores a 100 graus Celsius e que, com isso, a comida fica pronta antes. Mas também tinha consciência de que é perigoso aquecer a água num recipiente fechado, onde o vapor que se forma aumenta tanto o aperto, lá dentro, que pode fazê-lo estourar. Criou, então, uma válvula através da qual o vapor escapa antes que a pressão atinja os limites de segurança. O engenho funcionou tão bem que serviu de modelo para as panelas de pressão usadas até hoje.

Publicidade