Clique e assine a partir de 5,90/mês

Dedos desiguais são herança antiga

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h15 - Publicado em 31 out 1997, 22h00

Por que os dedos da mão têm tamanhos diferentes e qual a função de cada um deles?

Ter dedos de medidas distintas não é exclusividade humana. “Os primeiros animais terrestres já tinham patas arredondadas, que eram adaptações da nadadeira dos peixes”, conta o primatologista Castor Cartelle, da Universidade Federal de Minas Gerais. No curso da evolução, os bichos de terra foram se modificando e os que apresentavam membros mais bem adaptados ao tipo de chão sobre o qual andavam acabaram sendo beneficiados pela seleção natural. Mas a desigualdade entre os dedos permaneceu na grande maioria. Os macacos, nossos ancestrais, não constituem exceção. A novidade consiste em que o seu polegar está em oposição à palma da mão, o que torna mais fácil agarrar galhos. E a mão humana lembra a de um macaco, só que aperfeiçoada porque temos maior capacidade rotatória do polegar e um músculo exclusivo para flexioná-lo. Já os outros dedos continuaram os mesmos: com tamanhos diversos.

“O homem só segura objetos com tanta precisão graças ao desenvolvimento do polegar”, afirma o ortopedista Ronaldo Azze, do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo. Movimentos finos como escrever ou fazer uma cirurgia só podem ser realizados graças a ele (veja infográfico ao lado).

Cada um com sua tarefa

Os dedos da mão têm funções diferenciadas.

O polegar e o indicador formam uma pinça. São eles que executam os movimentos delicados como colocar a linha na agulha ou atarrachar um brinco.

O polegar, o indicador e o médio seguram o lápis. O dedo médio serve de suporte e a coordenação entre os outros dois garante a precisão do movimento.

Para agarrar objetos maiores, entram em ação os dedos mínimo e anular. Experimente se segurar no ônibus sem eles para ver o que acontece.

Continua após a publicidade
Publicidade