Clique e assine a partir de 8,90/mês

Esporte

Confraternização e culto ao corpo desde os primórdios

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h21 - Publicado em 31 ago 2006, 22h00

Mens sana in corpore sano. A célebre frase latina, que significa “mente sã em corpo são”, há séculos vem sendo usada para resumir um pensamento criado pelo homem: para estar em harmonia, é preciso trabalhar também o corpo, não apenas a mente, porque somos os dois.

Os esportes surgiram com as civilizações, e já em relatos do Egito antigo e da China é possível encontrar menção às atividades físicas. Mas o esporte foi amplamente desenvolvido na Grécia, e sua história se consolida com o início dos Jogos Olímpicos, há mais de 2 mil anos.

Existem diversas lendas para explicar como surgiu o evento esportivo mais importante do mundo. Uma delas diz que Hércules, filho de Zeus, matou um homem. Arrependido, criou as Olimpíadas para pedir desculpas ao pai. Mas o mais certo é que os gregos inventaram essas disputas esportivas para exibir suas habilidades físicas, invejáveis na época. O primeiro registro desses jogos é de 776 a.C., o que mostra que o culto ao corpo não é uma novidade dos tempos modernos.

Mas os gregos foram impedidos de continuar o evento quando os romanos dominaram a Europa, por volta do século 2 a.C. Resgatar os jogos foi idéia do francês Barão de Coubertin, no século 19, que pretendeu, por meio do incentivo ao esporte, promover a união dos povos. Em 1896, os primeiros Jogos Olímpicos da Era Moderna foram abertos em Atenas e são realizados até hoje.

Continua após a publicidade
Publicidade