GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Felicíssimo ano novo

Sérgio Gwercman, redator-chefe

Em setembro de 2007, na edição que celebrou nossos 20 anos, publicamos uma reportagem perguntando se a Super chegará aos 30 anos de vida. Se você não se lembra, eu refresco sua memória: discutíamos se (e como) a revista sobreviverá à crise da mídia. Pois bem, 2007 acabou, e nem sinal de crise. Nas vendas, só notícias boas. Fechamos agora números que mostram que crescemos na nossa circulação em relação a 2006. Batemos recordes nas bancas com a capa das Tropas de Elite. Mais importante: em termos editoriais, o ano foi excepcional. Falamos de Lost, em fevereiro, quando a série deixava meio mundo acordado noite adentro baixando episódios na internet. Publicamos uma das reportagens mais honestas e completas sobre espíritos, em abril. Na visita do papa, trouxemos uma matéria contextualizadora sobre a história da Igreja. E, quando os escândalos sexuais envolvendo padres assustaram o Brasil, tratamos o assunto com coragem, respeito e sem preconceito. Também jogamos luz na discussão sobre o uso da energia nuclear (e ainda pusemos Mr. Burns na capa!). Mergulhamos nas idéias de ­Darwin. Debatemos a legalização das drogas, Auschwitz, I Ching, a expe­riência de pensar positivo. E fechamos o ano com chave de ouro, na edição sobre a questão ambiental, com direito a uma histórica moldura verde. Inclua no pacote os 8 especiais (de Espionagem aos Maiores Mistérios da Ciência), dvds como Planeta Terra e pronto: temos a receita de um dos melhores anos na história desta revista.

Bom, mesmo, porém, é perceber que 2008 pode ser ainda melhor. O ano mal começou e já emplacamos duas belas capas. Em janeiro, Personalidade. Agora, esta Jerusalém – há tempos queríamos contar a saga da cidade por onde passaram Salomão, Saladino, Jesus, Arafat e os principais acontecimentos do planeta. É um bom exemplo, aliás, do que você pode esperar da Super até o final deste ano: queremos ajudar você a entender tudo o que está no centro dos debates. Se conseguirmos (e é para isso que já estamos trabalhando), em 2009 vou poder escrever comemorando o lançamento de uma fornada de revistas ainda melhor do que a do ano passado. Encontro você lá.

Um grande abraço.