GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Forrobodó brasileiro vai da polca ao lundu

Qual a origem dos principais gêneros da música popular brasileira?

A música popular brasileira mesmo, com autores conhecidos, só foi surgir no século XVIII. Antes, havia apenas cantos rituais indígenas, batuques africanos e músicas portuguesas. Aos poucos, esses e outros ritmos trazidos de fora começaram a se misturar e tomar formas novas. Veja, nesta página, algumas das mais importantes.

A pioneira

Tudo o que é canção ganhava o nome de moda no final do século XVIII. Até que começou a se destacar uma melodia com versos bem curtos, de quatro ou sete sílabas, típicos da poesia popular. Era a modinha.

Trio harmônico

Em meados do século XIX, músicos amadores começaram a formar conjuntos baseados no violão e no cavaquinho. Com o tempo, a flauta foi admitida. O trio de instrumentos deu origem ao choro.

Polca sem sotaque

Os inventores do choro importaram, na primeira metade do século XIX, um ritmo de sucesso na Europa, a polca tcheca, mas não a mantiveram tal e qual. Transformaram-na no maxixe.

Ordem na bagunça

Até o final do século passado, a farra de molhar os passantes era mais importante do que a música no Carnaval. Ranchos e marchas vieram, então, botar um pouco de ordem nos desfiles. Mas foi um arranjo para os batuques tocados por negros baianos no Rio de Janeiro que tomou conta da festa de uma vez por todas. O primeiro samba de sucesso foi Pelo Telefone, de Donga, Sinhô e Mauro de Almeida, em 1917. Depois vieram o samba-de-breque, o samba-enredo, o pagode e outros filhotes.

Arrasta-pé

Forró vem de forrobodó (farra). A palavra era usada para designar salão de baile no Nordeste há cerca de 100 anos. No forró eram tocados o xote, de origem européia, o xaxado, ritmo de dança masculina do início do século, e vários outros. José Ramos Tinhorão, um dos mais respeitados pesquisadores da música brasileira, disse à SUPER que a atribuição do termo à expressão for all, que denominava bailes dados por soldados americanos em Natal (RN), durante a Segunda Guerra Mundial, é “bobagem”.

Mama África

No final da década de 40, alguns violeiros acharam um jeito especial de tocar o lundu, ritmo africano que fez sucesso no Brasil no século XVIII. Foi criado o baião.

Com bossa

Influenciados pelo jazz, músicos brasileiros inventaram no final da década de 50 a bossa nova. Era mais uma forma de tocar samba do que propriamente um ritmo.