Clique e assine a partir de 8,90/mês

Hasta la vista, baby

Tenho razões para acreditar que essa espera mensal vai valer a pena: a revista dá sinais de que está entrando num período muito legal.

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h20 - Publicado em 31 jul 2007, 22h00

Denis Russo Burgierman, diretor de redação

Até outro dia, Arnold Schwarzenegger não passava de um mau ator para mim. Pois então: a partir do mês que vem ele vai ser o meu governador. Sim, garoto, eu vou pra Califórnia. Ganhei uma bolsa de estudos para jornalistas da Universidade Stanford, o que equivale mais ou menos a ganhar na loteria, e vou passar um ano fora. Daí o título que escolhi para este texto, citando a frase do fortão.

O ano vai ser sensacional (e, se quiser, você pode acompanhá-lo pelo meu blog: oexperimento.wordpress.com). Mas confesso que estou achando esquisita es­sa história de ficar longe da Super, depois de 12 anos aqui dentro (3 como freelance, 3 como repórter, 6 como editor). Mesmo isso tem um lado bom. Vou resgatar um dos grandes prazeres da minha juventude: esperar todo mês a revista da moldura vermelha, sem saber o que tem lá dentro.

Tenho razões para acreditar que essa espera mensal vai valer a pena: a revista dá sinais de que está entrando num período muito legal. Em todo esse tempo aqui, nunca vi uma equipe tão afinada, tão empolgada, tão desprovida de arrogância e cheia de potencial (e olha que convivi com muita equipe boa). Vocês vão ver. Reparem no trabalho dos caras: Sambuga (nunca satisfeito, sempre querendo melhorar), Versi (que conhece de cor a história da Super), Nina (o futuro), Fabrício (que vive para transgredir), Sérgio (focado, claro, vai ocupar esta página aqui), Josi (nenê-cuticuti, que bonitinho), Marcão (dos textos perfeitos), Narloch (das idéias inesperadas), Mari (jornalista sensível e nossa personal psicanalista), Bruno (talento puro), Iria (simplesmente hors-concours), Rapha (designer completo), o time da internet (Eduf, Fabi, a outra Fabi e Elton, empolgadíssimos com o novo site) e quem mais vier se conseguirmos convencer a Abril de que investir na Super vale a pena. E um ano passa logo. Já estou com saudades.

Continua após a publicidade

Mas espere aí, não passemos a carroça à frente dos bois. Ainda não fui embora, pô. Falemos desta edição aqui. Ultimamente, ando lendo muitas bobagens sobre pensamento positivo – algumas delas publicadas em revistas mensais e semanais. Acredito, de verdade, que nossa reportagem de capa conseguiu ir além das outras e trouxe informação relevante tanto para quem gostou de O Segredo quanto para quem não suporta mais ouvir falar nisso. Tomara que você concorde.

Grande abraço!

Publicidade