GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Mal de Parkinson: O olhar clínico de Leonardo da Vinci

Leonardo da Vinci pode ter sido o primeiro homem a identificar uma devastadora moléstia, conhecida hoje como Mal de Parkinson.

Lendo com atenção as copiosas anotações deixadas pelo supercriativo Leonardo da Vinci (1452-1519), pesquisadores ingleses descobriram mais um motivo para se tirar o chapéu ao genial artista e inventor. Ele teria sido o primeiro a identificar, como próprios de uma doença específica, os sintomas da devastadora moléstia conhecida desde 1917 como mal de Parkinson. De fato, numa das 6 mil páginas de notas sobre o tema tão diversos como Balística e Botânica, Da Vinci registrou: “O problema aparece claramente nos paralíticos, cujas mãos, braços e cabeça se movem sem a permissão do espírito, que, com toda a sua força, não impede a tremedeira”. Embora esteja longe de ser uma descrição completa da doença, o texto sugere que aos olhos atentos de Da Vinci não escapou a combinação peculiar dos tremores com a enorme dificuldade de movimentos, quase uma paralisia, característica do mal de Parkinson, que nos primeiros estágios costuma se confundida com o processo normal de envelhecimento.

Para saber mais: SuperMundo