GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Oxigênio foi produzido por microorganismos

Por que a Terra é a única que tem oxigênio na sua atmosfera se, na época da formação do Universo, a composição era a mesma para todos os planetas?

Qual a quantidade de oxigênio que existe hoje no planeta?

Quem produziu o oxigênio da Terra foram microorganismos. Quando ocorreu o Big Bang, que deu origem a todos os planetas do sistema solar, a atmosfera da Terra era constituída por monóxido de carbono (CO), dióxido de carbono (CO2), hidrogênio (H2), nitrogênio (N2), amônia (NH3), ácido sulfídrico (H2S), metano (CH4) e água. Portanto não havia oxigênio (02) na sua composição. Acredita-se que a maior parte desse gás tenha sido produzida por microoganismos como resultado do processo que chamamos de fotossíntese.

“Os primeiros microorganismos capazes de realizar fotossíntese, respirando dióxido de carbono e liberando oxigênio, surgiram há aproximadamente 2,3 bilhões de anos”, explica o microbiologista Márcio Lambais, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, em Piracicaba, São Paulo.

Trezentos milhões de anos depois, o oxigênio já constituía 1% da atmosfera. Hoje em dia a taxa é de 21%. Esses microorganismos são os ancestrais das atuais cianobactérias ou algas verde-azuladas. Atualmente existe cerca de 120 bilhões de gramas de oxigênio livre perto da superfície da Terra, mantidos graças à fotossíntese realizada por cianobactérias e vegetais.

Uma fábrica de O2

O oxigênio da Terra foi produzido por intermédio da fotossíntese.

No princípio, a atmosfera terrestre era composta basicamente pelos mesmos gases do que a dos outros planetas.

Há 2,3 bilhões de anos apareceram microorganismos que respiravam CO2 e eliminavam O2.

Isso possibilitou o surgimento de seres que respiravam oxigênio e liberavam CO2.