Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Preciosos alicerces

Os operários que estavam cavando a base do monumento para tentar arrumar o alicerce da torre descobriram vestígios de uma grande casa romana da época do imperador Constantino (século IV d.C.).

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h22 - Publicado em 30 set 1992, 22h00

A luta para salvar a Torre de Pisa parece uma caixinha de surpresas. A cada etapa são feitas novas descobertas e a mais recente foi um tesouro arqueológico inesperado encontrado por operário que escavavam a base do monumento. A apenas 30 centímetros da superfície, vestígios de uma grande casa romana da época do imperador Constantino (século IV d.C) testemunham a ocupação do Campo dos Milagres – onde estão cravadas torre, batistério e igreja – muito antes da construção do edifício, entre os séculos XII e XIV. A casa, decorada com mosaicos que resistiram à ação do tempo, tinha uma grande despensa para guarda de víveres, onde foram encontradas ânforas vazias e pedaços de pratos de cerâmica. Uma ferramenta metálica e cortante está entre os objetos descobertos; segundo os arqueólogos, seria um instrumento cirúrgico. Na praça, sempre ocupa por turistas do mundo inteiro, já havia sido encontrada a tumba de uma criança de cerca de 10 anos, morta por volta do século V.

Publicidade