Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Quais são os seres mais velhos do mundo?

Quando essa bactéria nasceu, o planeta vivia uma extinção em massa, que acabou com 70% das espécies e criou as condições para o surgimento dos dinossauros

Por Tiago Cordeiro Atualizado em 21 mar 2017, 12h16 - Publicado em 30 jun 2007, 22h00

Bactéria

O campeão dos campeões é a bactéria Bacillus permians, encontrada no Novo México em 1999: 250 milhões de anos. Ela estava encapsulada em um pedaço de rocha de sal e foi ressuscitada em laboratório. Quando essa bactéria nasceu, o planeta atravessava uma grande extinção em massa, que acabou com 70% das espécies terrestres e criou as condições para o surgimento dos dinossauros.

Planta terrestre

Em terra, o vegetal mais idoso é um arbusto da espécie Lomatia tasmanica, que fica na Tasmânia (Austrália). Trata-se de uma planta rara, que tem 3 pares de cromossomos, é estéril e só se reproduz por mudas. Em geral, cada indivíduo vive 300 anos, mas a maior colônia conhecida data de 43 000 anos atrás, quando nossa espécie estava chegando à Europa, onde se encontraria com os neandertais.

Planta aquática

Entre os vegetais, ninguém bate a gramínea Posidonia oceanica, encontrável no fundo dos mares de Ibiza, no Mediterrâneo. No ano passado, pesquisadores americanos e portugueses descobriram que uma colônia da planta, com 8 km de extensão, está viva há 100 000 anos, a época em que o Homo sapiens só existia nas savanas africanas. A poluição tem diminuído as colônias dessa espécie em 3% ao ano.

Animal

No reino animal, o recorde fica para um espécime do molusco Arctica islandica. O maior ancião da espécie, encontrado na Islândia em 1868, morreu com 374 anos – ele estava vivo em 1512, quando Michelangelo terminou de pintar o teto da Capela Sistina. O Arctica é seguido de perto por Adwaita, uma tartaruga de Galápagos que morreu aos 256 anos, e por uma baleia branca que viveu por 245 anos.

Continua após a publicidade
Publicidade