GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Qual é a diferença entre a gasolina comum e a aditivada?

Dentre outras coisas, as distribuidoras costumam acrescentar corantes para distinguir um tipo do outro

[pergunta: Eliana Maria Tavares, Paraguaçu, MG]

Ela está, obviamente, nos aditivos: agentes químicos que variam de uma marca comercial para outra, tanto nos ingredientes da fórmula quanto na proporção em que são misturados. Além disso, as distribuidoras costumam acrescentar corantes para distinguir um tipo do outro. Os aditivos em si são classificados conforme sua ação específica, mas, de uma maneira geral, todos têm a mesma função: manter limpas as partes do automóvel por onde passa gasolina – o chamado sistema de alimentação. Removendo os depósitos de sujeira que se acumulam naturalmente nesse sistema, eles melhoram o desempenho do motor e diminuem a emissão de poluentes. “Assim, conserva-se o sistema de alimentação do veículo em boas condições por mais tempo, reduzindo os gastos com consumo e manutenção”, diz o engenheiro André Fachetti, gerente de combustíveis do Centro de Pesquisas da Petrobrás, no Rio de Janeiro.

Em carros novos, pode-se encher o tanque com gasolina aditivada desde o primeiro abastecimento – mas em veículos que tenham rodado mais de 30 mil km com o combustível comum, a mudança deve ser feita gradativamente. “Isso porque o aditivo detergente é muito forte e remove os resíduos antes que o dispersante quebre suas partículas maiores, entupindo o sistema”, afirma Gilberto Pose, também engenheiro, chefe de combustíveis da Shell Brasil.

Ingredientes da gasolina aditivada trabalham em conjunto

Detergente: é o componente principal da gasolina aditivada. Remove a sujeira acumulada nas partes do carro onde passa a gasolina, além de inibir o acúmulo de novos resíduos

Dispersante: quebra as partículas de sujeira, evitando que flocos maiores entupam o sistema de filtragem de gasolina

Antioxidante: retarda o envelhecimento da gasolina, devido à oxidação provocada pela presença de oxigênio e calor

Anticorrosivo: usado só no Brasil, devido à adição de álcool à gasolina brasileira. O álcool melhora a qualidade do combustível, mas também é um agente corrosivo – daí o acréscimo do anticorrosivo