GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Quem foi Billy the Kid, a jovem lenda do Velho Oeste?

Imortalizado na cultura pop como um dos pistoleiros mais temidos do faroeste, o garoto resolvia todos os seus problemas na bala

 (Felipe Martini/Mundo Estranho)

FICHA CRIMINAL
Nome William Henry Bonney McCarty Jr. (1859-1881)
Local de atuação Novo México, EUA
Mortes 9 confirmadas e 12 não comprovadas

 

1) Pobre e órfão de pai, William, que desde a infância referia-se a si mesmo como Billy, nasceu em Nova York. Aos 14 anos, porém, mudou-se com a família para Silver City, uma cidadezinha famosa pela exploração de prata, no Novo México. Por lá, sua mãe acabou morrendo, e Billy, contrário às ordens do padrasto, decidiu sair de casa.

2) A história do rapaz comoveu a dona de pensão Sarah Brown, que lhe ofereceu abrigo e comida em troca de serviço. Mas, em vez de trabalhar, Billy foi flagrado furtando a despensa e acabou voltando às ruas. Dez dias depois, decidido a assumir o crime como seu meio de vida, invadiu e roubou roupas e pistolas de uma lavanderia chinesa.

3) Billy fugiu para o deserto e se tornou um foragido. No Arizona, estado vizinho, virou ladrão de gado e cavalos. Aos 17 anos, matou sua primeira vítima: Frank P. Cahill, um ferreiro valentão. Testemunhas relataram que após se estranharem em um bar, Cahill se atirou sobre Billy, que, do chão, o acertou no abdômen com uma única bala.

4) Para não ser preso, Billy fugiu para o condado de Lincoln, no Novo México, e tornou-se capanga de um rancheiro importante em 1877. Um ano mais tarde, criou uma emboscada com outros pistoleiros para matar o xerife e o delegado do condado, por achar que ambos haviam matado seu patrão a mando de fazendeiros rivais.

 

Veja também

5) Após o conflito, Billy procurou o governador do Novo México para fazer um acordo. Ele revelaria o nome de várias autoridades envolvidas em crimes. Em troca, os dele seriam perdoados. O governador fingiu aceitar a oferta, mas o mandou para a prisão. O cárcere não duraria muito: poucas semanas depois, ele foi resgatado com a ajuda de seu bando.

6) Novamente livre, o jovem bandido cometeu mais alguns assaltos. Em 1880, o alcoólatra Joe Grant se desentendeu com um dos comparsas de Billy, e o garoto o chamou para um duelo. Sorrateiramente, Billy surrupiou a arma do bebum, tirou todas as balas e devolveu a arma sem que Grant notasse. Assim, venceu fácil a disputa, com um tiro na testa do rival.

7) Por meio de informantes, o xerife Pat Garrett descobriu que o criminoso buscaria abrigo em Fort Summer e decidiu posicionar sua tropa na entrada da cidade. As autoridades pegaram o grupo de Billy de surpresa, à noite, com uma saraivada de balas. O rapaz conseguiu escapar, mas foi capturado nos dias seguintes e sentenciado à forca.

8) Duas semanas antes da execução, durante uma transferência para outra cela, Billy conseguiu escapar (de novo!). Segundo relatos dos jornais da época, ele golpeou um dos carcereiros com as algemas que se quebraram, e o matou com um tiro. Do lado de fora, disparou contra o outro carcereiro e roubou um cavalo.

 

Veja também
  • query_builder
  • query_builder

9) Em 1881, Garrett organizou outro plano para apanhá-lo. Após rastreá-lo até o rancho de um velho conhecido seu, em Fort Summer, o xerife se escondeu em um dos quartos da propriedade. Quando Billy abriu a porta e viu uma sombra perto da janela, só teve tempo de perguntar quem era, antes de ser atingido por dois tiros e cair para trás.

QUE FIM LEVOU?

A bala fatal atingiu seu coração. Mas, nos anos 1950, surgiu um boato de que sua morte era uma fraude e que ele teria vivido no Texas até os 91 anos

FONTES Livros In the Shadow of Billy the Kid, de Kathleen P. Chamberlain, e The Saga of Billy the Kid, de Walter Noble Burns; documentário Billy the Kid Kills His First Man (History Channel)

 

Newsletter Conteúdo exclusivo para você