GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Segredos da CIA: o plano para criar agentes zumbis

Há quem acredite que projetos como o MK Ultra ainda existam

Ilustra Daniel Rosini
Edição Felipe van Deursen

AGENTES ZUMBIS
O projeto MK Ultra pretendia fabricar suicidas ou matadores profissionais por meio de choques, hipnose e até ingestão de drogas

Onde – EUA
Objetivo – Criar superagentes
Status – Desconhecido

Leia a série “Os segredos mais sujos da CIA”:
– A caçada a Osama bin Laden  
– Os planos para invadir todos os celulares do mundo
– O túnel para enganar os soviéticos em Berlim
– O projeto sinistro para criar agentes zumbis
– Como a CIA arquitetou o golpe militar no Chile
– A influência da CIA na política brasileira
– Os animais que quase viraram espiões

 

 (Daniel Rosini/Mundo Estranho)

1. CHAPADOS
Ilegal e clandestino, o programa, chefiado pelo cientista Sidney Gottlieb, foi criado em 1953. O objetivo era controlar a mente das pessoas para formar um time de espiões que recebiam, forçadamente, doses de LSD, anfetamina e mescalina. Com o cérebro dominado, os agentes estariam aptos para cumprir qualquer ordem – assassinos sem remorso tipo Jason Bourne

2. VERSÃO 2.0
Em 1964, o programa evoluiu e foi rebatizado de MK Search. Agora, a CIA também queria aniquilar lembranças, implantar falsas memórias e estimular múltiplas personalidades. Por até 30 dias, os candidatos passavam por uma “terapia do sono”, com eletrochoques e doses cavalares de drogas, que os deixavam em estado vegetativo. A agência passou a usar ondas de radiofrequência para testar o controle de mentes a distância

3. O FIM (SERÁ?)
Em 1972, o então diretor da CIA, Richard Helms, mandou destruir todos os arquivos do MK Search. Não se sabe se o projeto foi posto em prática, mas há quem diga que soldados americanos enviados ao Vietnã foram cobaias do projeto. E muita gente acredita que programas similares ainda estão em operação hoje em dia

4. TÁ TUDO LIGADO!
O programa inspirou diversas teorias conspiratórias. Segundo elas, Martin Luther King, John Lennon e John F. Kennedy teriam sido mortos por pessoas mentalmente controladas pela CIA. Mas a única vítima de fato confirmada foi o cientista Frank Olson. Ele integrava a missão e se matou após ter sido drogado com LSD, em circunstâncias ainda misteriosas

Veja também

FONTES Livro Legado de Cinzas, de Tim Weiner; BBC, CIA, Estadão, O Globo, The Guardian, The Independent, National Geographic, El País, Scientific American, Telegraph, Terra, UFMG, Último Segundo, UOL e Zero Hora

Newsletter Conteúdo exclusivo para você