GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

De onde vêm os termos magnífico, excelentíssimo e meritíssimo?

Entenda a origem dos títulos pomposos

SuperArquivo

Do latim.

Magnífico, que se refere aos reitores de universidades, vem de magnum – imponente, grandioso.

Os juízes são tratados como meritíssimo, originário da palavra meritus, merecedor. Subentende-se que seja merecedor de confiança.

Já excelentíssimo é um termo mais abrangente. Pode ser empregado para senadores, deputados e até para o presidente. A origem é o termo excellentem, traduzido como “aquele que eleva-se acima de”. Seria uma forma de distinguir alguns indivíduos no meio da multidão.

O que não é possível precisar é a partir de quando essas palavras viraram uma forma de tratamento. É certo que foi em Portugal, mas não se sabe em que século. “Não existe dicionário histórico-etimológico da Língua Portuguesa”, explica Valter Kehdi, da Universidade de São Paulo. “Por isso, é difícil resgatar o nascimento das palavras.”

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Explicou pela metade….maldito estagiario

    Curtir