GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Caçada sem ferir a ecologia

Você conhece alguma ave capaz de jogar videogame? Pois a gralha chamada gaio-azul, da espécie Cyanocitta cristata, joga. Pelo menos, os gaios que moram no laboratório de Biologia da Universidade de Nebraska. Pesquisadores liderados por Alan Bond camuflaram na tela de um computador várias mariposas digitais que constituem o prato predileto do gaio. Todas do gênero Catocala. Só que havia cinco tipos, cada um com pequenas variações no desenho e na cor das asas. A idéia era fazer os insetos aparecerem ao predador do mesmo jeito como aparecem no mundo real – em preto e branco (porque as aves não enxergam colorido), disfarçadas sobre o tronco das árvores das florestas da América do Norte. Depois, puseram um gaio em frente à tela. Resultado: o bicho bicava as falsas mariposas como se fossem presas de verdade. À medida que os insetos iam sendo virtualmente comidos, eram retirados do jogo. Além de verificar que as aves conseguem achar facilmente os insetos, a experiência comprovou que elas sempre caçam aqueles mais abundantes. “Nenhum dos tipos de mariposa virtual se extinguiu”, contou à SUPER Alan Bond. A conclusão é surpreendente. Só pelo instinto, os gaios demonstram mais lucidez do que muito animal dotado de raciocínio por aí.