GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Uma amostra do efeito estufa

Pesquisas realizadas nos últimos vinte anos na região dos Grandes Lagos, em Ontário, sudoeste do Canadá, já mostram as consequências do efeito estufa.

Os climatologistas já fizeram muitas previsões alarmantes sobre as possíveis conseqüências de um aquecimento anormal do planeta, provocado pelo excesso de dióxido de carbono e outros poluentes na atmosfera – mas sempre baseado em projeções de computador. Agora, foram divulgados os resultados de uma pesquisa real, realizada nos últimos vinte anos na região dos Grandes Lagos, em Ontário, sudeste do Canadá – justamente um dos pontos que seriam especialmente afetados pelo efeito estufa. Ali, a temperatura se elevou em média de 2 graus Celsius no período e, por causa disso, encurtou o tempo durante o qual permanecem congelados. Houve secas e os incêndios florestais se tornaram freqüentes. Além disso, com menos chuva, o volume de água dos lagos diminuiu, o que fez aumentar a concentração de matéria orgânica e o consumo de oxigênio. Para desespero dos pescadores, sumiram as trutas, que só vivem em águas frias, limpas e oxigenadas. “Ainda não se sabe se o calor anormal foi resultado do efeito estufa”, resumiu um dos autores da pesquisa, o biólogo canadense David Schindler, da Universidade de Alberta. “Mas o tumulto no ecossistema é uma amostra do que pode acontecer se a temperatura continuar a subir.”