Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

7 curiosidades bizarras sobre Roma, na Itália

A cidade tem segredos em pontos turísticos e em outros locais bem estranhos

Por Luiza Wolf Atualizado em 14 fev 2020, 17h30 - Publicado em 20 dez 2017, 17h57

MONEY, MONEY, MONEY!
É tradição: todo turista que vai a Roma joga até três moedas na Fontana di Trevi. O ponto turístico acumula, por ano, cerca de 900 mil euros! A Caritas, organização católica, leva uma hora para recolher o dinheiro todos os dias. Depois, ele é doado à caridade.

COMBO HISTÓRICO
O Circo Máximo era o local onde eram realizadas as corridas de biga. O lugar já é interessante por isso, mas tem mais: há um templo, que data do século 2, escondido no subterrâneo. Ele era usado para rituais em homenagem a Mitras, deus do Sol.

FORTUNA CODIFICADA
A Piazza Vittorio tem a misteriosa Porta Mágica. O terreno pertencia a um marquês que era obcecado em transformar chumbo em ouro. A Porta tem inscrições que até hoje não foram decifradas. Alguns acreditam que elas guardam a fórmula para finalmente realizar esse grande sonho da alquimia.

 

  • wikicommons/Mundo Estranho

    DECORAÇÃO DE MORTE
    A Igreja Santa Maria della Concezione dei Cappuccini esconde uma decoração bem macabra: as paredes da cripta são revestidas de restos mortais de cerca de 4 mil frades.

     

    wikicommons/Mundo Estranho

    MILAGRE OCULTO
    A Igreja Chiesa Nuova tem um quadro motorizado (!). Ele está em frente à pintura Madonna con il Bambino Benedicente, que, diz a lenda, sangrou há muitos anos. O motor faz com que o quadro desça e revele a obra milagrosa.

    Continua após a publicidade

     

    wikicommons/Mundo Estranho

    EGITO NA ITÁLIA
    Poderia ser o Cairo, mas é Roma. A Pirâmide de Céstio foi construída entre 18 e 12 a.C. e era a tumba de Caio Céstio Epulão, membro do clero romano. Mas pouco se sabe sobre ele, porque o local foi saqueado há anos.

     

    wikicommons/Mundo Estranho

    É TUDO FREE
    Bom, nem tudo, mas a água é. O centro histórico tem diversas biqueiras de metal, chamadas de nasoni, que têm água potável. Elas foram espalhadas por ali em 1874, por ordem do prefeito Luigi Pianciani.

     

  • ESTATÍSTICAS CURIOSAS
    75 mil pessoas cabiam no Coliseu, no Império Romano
    3 linhas de metrô correm a cidade: é perigoso cavar mais e danificar sítios arqueológicos
    551 degraus levam à cúpula da Basílica de São Pedro, no Vaticano
    2,4 milhões de pessoas moram em Roma, a cidade mais populosa da Itália

    FONTES Sites Atlas Obscura, Cosa Fare a Roma e Si Viaggia

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade