GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Como é feito um cabelo dreadlock?

Conheça o passo a passo para ter uma cabeleira como a de Bob Marley

 

Com mechas de cabelo embaraçado, que são enroladas várias vezes até que fiquem cheias de nós. Esse é o jeito “moderno” de fazer dreadlock. Antigamente, o visual era mais natural: como não lavavam seus longos cabelos crespos, alguns povos africanos tinham dreads embaraçados naturalmente. Mas ele ficou mais famoso na Jamaica, graças ao rastafári, religião afro-caribenha que proíbe que os seguidores cortem ou penteiem os cabelos. Bob Marley foi um dos adeptos.

dreadlock atual é um estilo de cabeleira que nada tem a ver com falta de higiene. Hoje, é possível fazê-lo em qualquer tipo de cabelo, que pode ser lavado normalmente.

 (Fábio Abreu/Mundo Estranho)

1) Separe o cabelo em várias mechas e penteie cada uma delas no sentido contrário, em direção à cabeça, para desfiar e embaraçar os fios. É bom usar um pente fino de aço, que não quebre à medida que o cabelo embaraça. Até aqui, a técnica leva o nome de backcombing e já rende um visual legal, que pode ser desfeito com muita água morna e condicionador.

 

 (Fábio Abreu/Mundo Estranho)

2) Feita a maçaroca, enrole as mechas para fazer um “tubode cabelo com cada uma delas. Depois, use o pente no sentido contrário ao do enrolar para embaraçar mais um pouco. Repita esses passos algumas vezes, até ficar bem firme.

 

 (Fábio Abreu/Mundo Estranho)

3) Para os nós do cabelo não soltarem, espete uma agulha de crochê na mecha e puxe os fios. Com essa técnica, chamada de “dread needle”, o tufo fica mais coeso e só sai cortando o cabelo na raiz.

 

 

Veja também

 

FEITO EM CASA
Algumas pessoas usam técnicas mais caseiras (e radicais) para fazer uma “trança terrível”.

Cera de abelha
Depois de desfiar e embolar o cabelo, aplica-se a substância (há versões industrializadas) para manter os tufos unidos. O ruim é que ela atrai sujeira.

Clara de ovo com sabão
Imagine jogar isso na cabeça e deixar secar? Há quem utilize a mistura como fixador artesanal. Mas não é muito higiênico.

 

FONTES Klebão, cabeleireiro do estúdio DreadMaker (dreadmaker.com), livro O Eterno Verão do Reggae, de Carlos Albuquerque, e artigo Repensando a História: Visual Dreadlocks, publicado no 5o Simpósio Internacional do Centro de Estudos do Caribe no Brasil

 

Newsletter Conteúdo exclusivo para você