Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Como foi a transmissão de rádio inspirada em “Guerra dos Mundos”?

Essa dramatização entrou para a história por causar pânico nos ouvintes na véspera do Dia das Bruxas de 1938.

Por Victor Affonso Atualizado em 14 fev 2020, 17h39 - Publicado em 3 ago 2016, 15h07
ILUSTRA André Valente

Essa dramatização entrou para a história por causar pânico nos ouvintes na véspera do Dia das Bruxas de 1938. Para celebrar a data, a rede norte-americana CBS fez uma edição especial do programa Mercury Theater on the Air, que a cada semana adaptava um livro para o rádio. A história escolhida foi Guerra dos Mundos, do inglês H.G. Wells, sobre uma invasão alienígena.

O jovem diretor Orson Welles, que mais tarde ficaria famoso com o filme Cidadão Kane, contou a história em formato jornalístico, dando um tom realista à transmissão. A programação normal da rádio foi sendo interrompida aos poucos pela notícia da queda de um meteoro e da chegada de naves aos EUA. Mas nem todos os ouvinte entenderam o tom ficcional e levaram as informações a sério. Começava uma onda de terror que se espalharia pelo país durante uma hora – e que ganharia as manchetes do mundo.

Em 1971, uma rádio no Maranhão repetiu a dramatização de Guerra dos Mundos ao vivo. Clique aqui para conferir o áudio.

+ Como funciona uma emissora de rádio?

+ 9 selos que todo fã de ficção científica gostaria de colecionar

QUEM SABE FAZ AO VIVO

O programa foi feito com todas as características do radiojornalismo: reportagens na rua, entrevistas com testemunhas, opinião de peritos e autoridades. Welles, por exemplo, interpretou um astrônomo. Tudo isso dava a impressão de que os fatos eram reais e ao vivo.Para passar ainda mais realismo, investiram em sonoplastia: o som das naves foi feito com a descarga do banheiro.

SALVE-SE QUEM PUDER

Os jornais do dia noticiaram que a CBS transmitiria uma peça e, no início da transmissão, foi anunciado que se tratava de um radioteatro. Mas metadedos cerca de 3 milhões de ouvintes perderam esses avisos. Resultado: pessoas desesperadas. nas ruas e congestionamentos causados por quem tentava fugir.

Continua após a publicidade

+ É verdade que rádios pegam melhor à noite?

+ Como seria uma invasão alienígena ao planeta Terra?

DESEMBARQUE ALIEN

Para envolver ainda mais os ouvintes, a transmissão teve sua história atualizada e adaptada da Inglaterra para os EUA. Na versão, a pequena cidade de Grover’s Mill, no interior de Nova Jersey, foi escolhida ao acaso como a primeira parada dos alienígenas no nosso planeta. Ironicamente, lá, a população não entrou em pânico com o programa, provavelmente porque simplesmente olhavam pela janela e notavam que estava tudo bem.

DEPOIS DO SUSTO

O estrago foi grande. No dia seguinte, jornais de todo o mundo noticiavam o pânico causado pela transmissão. O governo norte-americano exigiu uma cópia do programa para análise e, nos meses seguintes, Welles e a CBS foram alvo de centenas de ações na Justiça – mas nenhuma foi bem-sucedida.

FONTES Sites DW, Jornal GGN, Uol Entretenimento e Omelete

Continua após a publicidade

Publicidade