Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Como funciona o robô transformer?

O Jambot enche e esvazia de ar as câmaras internas que compõem sua estrutura – isso permite que ele aumente e diminua de tamanho e até ande sozinho. O protótipo começou a ser desenvolvido na metade do ano passado por uma empresa americana, que recebeu investimentos de 3,3 milhões de dólares da Agência de Pesquisas […]

Por Victor Bianchin Atualizado em 4 jul 2018, 20h15 - Publicado em 10 fev 2010, 16h57

O Jambot enche e esvazia de ar as câmaras internas que compõem sua estrutura – isso permite que ele aumente e diminua de tamanho e até ande sozinho. O protótipo começou a ser desenvolvido na metade do ano passado por uma empresa americana, que recebeu investimentos de 3,3 milhões de dólares da Agência de Pesquisas em Projetos Avançados, um órgão do Departamento de Defesa dos Estados Unidos. A ideia dos militares é fazer o robô flexível entrar em lugares inacessíveis, infiltrando-se por pequenas rachaduras ou buracos, para fazer missões de reconhecimento. O projeto está bem no início, e o robô ainda depende de cabos que o alimentam com ar bombeado. Mas ele já consegue se transformar e se locomover.

Para mexer isto aqui é bomba

Bomba de ar infla compartimentos flexíveis para gerar movimento

CORPINHO SILICONADO

A pele do Jambot é de silicone emborrachado, material bastante flexível e resistente. Por dentro, existem 20 compartimentos com formato e volume iguais, cada um carregando pequenas esferas de vidro. O centro do robô é oco

POR UM FIO

O robô é operado por um cabo, conectado a uma bomba de ar externa. O cabo passa por todos os compartimentos e, usando um computador ligado à bomba, é possível definir para quais câmaras o ar será jogado

Continua após a publicidade

ESTICA E PUXA

Quando o ar é bombeado, o compartimento infla, graças à flexibilidade do silicone. A câmara inflada aumenta de volume em até dez vezes e fica maleável. Quando o compartimento está vazio, porém, as esferas de vidro se juntam e ele fica rígido

ROLA MACIO

No protótipo já desenvolvido, em formato de bola, as câmaras do robô que estão por cima são infladas e acabam ficando mais pesadas. Isso faz com que elas caiam sobre a parte não inflada do robô. É assim que o Jambot rola para se locomover

TRANSFORMAÇÃO EM FORMAÇÃO

Outros designs já estão sendo planejados para o Jambot, com o movimento feito de outras maneiras. O robô “lagarta”, por exemplo, seria formado por módulos independentes e também seria capaz de fazer missões de reconhecimento, talvez até filmando o ambiente

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

Impressa + Digital

Plano completo da Super. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)