GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Como são organizados os livros numa biblioteca?

Uni, duni, tê, salamê minguê

PERGUNTA Bianca Rego, Mogi das Cruzes, SP

No Brasil, a maioria delas é organizada de acordo com o Sistema Decimal de Dewey.

Criado pelo bibliotecário norte-americano Melvil Dewey em 1876, ele utiliza três dígitos principais para classificar o tema de cada livro. O primeiro, na casa das centenas, estabelece a área mais abrangente. O segundo, na casa das dezenas, é uma subdivisão dessa área. E o terceiro, uma subdivisão da subdivisão. O sistema permite ainda subtemas mais detalhados, com a adição de casas decimais. Abaixo, você confere o significado de alguns desses números.

Outro código que você pode encontrar na lombada das obras em uma biblioteca, desta vez misturando letras e números, indica quem é o autor. Ele é elaborado a partir de outra tabela, a Cutter, estabelecida por Charles Ammi Cutter, outro bibliotecário dos EUA, em torno de 1890.

Os padrões Dewey e Cutter são universais, mas as bibliotecas os aplicam de maneira independente. Portanto, é possível que alguns livros recebam códigos diferentes (mas parecidos) em estabelecimentos distintos. Por exemplo: Harry Potter e a Pedra Filosofal, citado abaixo, também pode ser encontrado com a numeração Dewey 809.89282 e o código Cutter R884h.

Biblioteca

1) Área do conhecimento

É indicada pelo código no Sistema Decimal de Dewey. O primeiro algarismo estabelece o tema mais amplo do livro. Cada algarismo seguinte vai definindo-o com mais especificidade

8– literatura

2– língua inglesa

3– ficção

9– período moderno

1– século 20

4– lançado entre 1945-1999

2) Nome do autor

Definido pelo sistema Cutter. As letras (sempre maiúscula no início e minúscula no final) são facilmente explicáveis, mas os números centrais têm regras bem mais complexas.

R– inicial do sobrenome

797– código Cutter

h– inicial do nome do livro

3) Outras informações

Revela o ano do primeiro lançamento do livro, sua edição e quantos exemplares dele há na biblioteca. Se a obra for dividida em volumes, isso também é indicado (“v. 1”, “v. 2” etc.) –

1997– Ano de publicação

3 ED.– Terceira edição

EX. 5– Quinto exemplar

AS DEZ PRINCIPAIS ÁREAS

Os temas estabelecidos pelo primeiro algarismo no Sistema Dewey

Biblioteca3

AS SUBDIVISÕES

Exemplos de temas indicados pelo segundo e pelo terceiro algarismo, em literatura. Portanto, se você encontrar um livro com o código “841”, por exemplo, saberá que ele é de poesia francesa

Biblioteca4

OUTROS EXEMPLOS

A classificação Dewey e Cutter de alguns clássicos

Biblioteca2

Raízes do Brasil, de Sérgio Buarque de Holanda

Dewey:981

Cutter:H722r

A Origem das Espécies, de Charles Darwin

Dewey:575.0162

Cutter:D228o

Assim Falou Zaratustra, de Friedrich Nietzsche

Dewey:193

Cutter:N558a

 

FONTES Sites Britannica, Ministério da Educação e Online Computer Library Center (OCLC)