Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

O que é o movimento straight edge?

É um estilo de vida que vai além da música

Por Felipe van Deursen 17 Maio 2017, 17h37

Pergunta do leitor Kleber Ruiz, São Paulo, SP
Ilustra Raphael Mortari
Edição Felipe van Deursen

 

É um movimento que prega abstinência total de álcool, drogas e cigarros. Ele surgiu no começo dos anos 80 como uma resposta aos excessos de outra cultura de resistência, o punk. Mais que um estilo musical, o straight edge é uma filosofia de vida que prega contra o consumismo e o hedonismo desmedidos. O maior símbolo do movimento é um “xis” – tatuado, raspado na cabeça ou estampado em roupas. Mas, apesar de pregar uma vida saudável e sem vícios, o straight edge também tem suas polêmicas. No Brasil, o movimento ganhou força nos anos 90, quando surgiu o evento Verdurada, em São Paulo, SP.

Na ilustra acima, cinco máximas do movimento:

Continua após a publicidade
  • Não faça proveito dos animais
  • Não faça sexo promíscuo
  • Não fume
  • Não use drogas
  • Não beba álcool

Música
O som das bandas pioneiras é puro hardcore: grito, berro, músicas curtas e diretas. Em 1981, a banda Minor Threat lançou a música “Straight Edge“. Seus 45 segundos lançaram as bases do movimento

Positivos
Uma das características do movimento é conhecida como positividade. Nela, os jovens se ajudam a ter uma vida longe dos vícios, como drogas e álcool, mas sem deixar de se divertir

Radicais
Para uma minoria, buscar uma vida pura não é o suficiente. A partir dos anos 80, gangues surgiram nos EUA para agredir aqueles que agiam errado, como beber cerveja. Com esses radicais, o straight edge virou caso de polícia

Várias bandeiras
Nos últimos anos, o movimento se segmentou em diversas causas. Há espaço para veganos, anarquistas, direitistas e cristãos, cada qual defendendo sua visão de pureza

  • FONTES Documentário Por Dentro do Straight Edge (National Geographic); Timeline

    Continua após a publicidade
    Publicidade