Assine SUPER por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Por que algumas igrejas brasileiras têm só uma torre construída?

A história de que elas eram construídas com apenas uma torre para evitar impostos do governo português é apenas um mito

Por Juliana Sayuri
Atualizado em 22 fev 2024, 10h13 - Publicado em 22 Maio 2017, 18h18

Principalmente por falta de dinheiro. Igrejas com orçamentos mais humildes tendiam a construir menos torres – que serviam para abrigar sinos, os quais marcavam as horas e sinalizavam acontecimentos importantes, como nascimentos. Existe a lenda de que muitas igrejas do estilo barroco tinham duas torres rabiscadas no projeto arquitetônico original, mas foram construídas com apenas uma delas por um “jeitinho brasileiro”. Acontece que, na época, o governo português cobrava altos impostos após a conclusão de uma obra – e, para escapar dos tributos lusitanos, o pessoal propositadamente não construía a segunda torre, deixando a obra inacabada. Segundo Gabriel Frade, professor de teologia no Mosteiro de São Bento de São Paulo, essa versão da história, amplamente divulgada na internet, é pura lenda. Ele explica que não eram construídas duas torres, pois, em muitos casos, simplesmente não sobrava dinheiro. Por exemplo, há igrejas que só receberam sua primeira torre séculos depois da inauguração, quando os fiéis finalmente tiveram grana para construí-la.

TdF Sugeriu – Pedro Bartolome

FONTES Eduardo Faust, arquiteto pós-graduado em espaço celebrativo litúrgico e arte sacra, sócio-fundador do escritório Faust Arquitetura, e Gabriel Frade, autor de Arquitetura Sagrada no Brasil e Antigos Aldeamentos Jesuíticos e professor de teologia no Mosteiro de São Bento de São Paulo

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A ciência está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por SUPER.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.