Clique e assine a partir de 8,90/mês

Por que não se usa cedilha e til nos endereços dos sites?

Já é possível usar desde 2005, só não é uma opção popular. URLs de 6.535 sites brasileiros usam caracteres especiais

Por Diego Bargas - Atualizado em 4 jul 2018, 20h15 - Publicado em 24 set 2015, 16h05

tecladoIlustra: Victor Beuren

Já é possível usar, só não é uma opção popular. Quando você digita caracteres na barra do seu navegador, o sistema DNS (Domain Name System) traduz esse nome para um endereço IP e permite que o site seja localizado. Quando a internet foi desenvolvida, foi estabelecido como padrão para essa codificação o conjunto de códigos de texto ASCII (sigla em inglês para Código Padrão Americano para Intercâmbio de Informação). Nesse primeiro momento, apenas os caracteres usados na língua inglesa foram programados. Desde 2005, porém, a tecnologia foi atualizada – hoje temos o IDNA, que converte caracteres “especiais” de volta para os do padrão ASCII. Com isso, o uso de cedilha, til e afins foi liberado. Assim como aconteceu aqui, em países que utilizam alfabetos diferentes, como o hebraico, o chinês e o árabe, novos caracteres ficaram disponíveis. A única desvantagem é prática: criar endereços com esses caracteres dificulta a digitação e o acesso de quem fala outras línguas e não sabe criar os símbolos no teclado.

Curiosidade: Os caracteres da ilustra no topo desta matéria podem ser usados em URLs desde 2005

Curiosidade:De 3.617.864 endereços brasileiros na web, só 6.535 têm esses caracteres

Continua após a publicidade

Pergunta – José Neves Viana, São Luís, MA

CONSULTORIA Tales Cione, sócio da 42i, produtora digital especializada em sites e aplicativos

Publicidade