Clique e assine a partir de 8,90/mês

Por que os peixes têm espinhas e não ossos como outros bichos?

Por Yuri Vasconcelos - Atualizado em 4 jul 2018, 20h20 - Publicado em 5 nov 2008, 16h35

As espinhas, na verdade, são ossos finos e pontiagudos que compõem o esqueleto de 90% das espécies de peixes. “Assim como os ossos dos mamíferos, as espinhas dos peixes são compostas, basicamente, de carbonato de cálcio”, explica o biólogo Leandro Sousa, mestre em ictiologia pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa). Isso vale para espécies de água doce e salgada, como sardinha, carpa e tilápia, da classe Osteichthyes. No caso de tubarões e raias, da classe Chondrichthyes, o esqueleto é de cartilagem – material formado por fibras de colágeno e revestido com pericôndrio, tecido que o torna mais rígido. O esqueleto dos peixes ósseos tem três estruturas principais: crânio articulado, com maxila e mandíbula, coluna vertebral e raios que sustentam e dão forma às nadadeiras. <*)))-{

Publicidade