Clique e assine com até 75% de desconto

Por que trememos depois de um grande susto?

Bu!

Por Redação Mundo Estranho Atualizado em 4 jul 2018, 20h18 - Publicado em 18 abr 2011, 18h59

Surprise!_Michael_Cunningham_by_David_Shankbone Surprise!_Michael_Cunningham_by_David_Shankbone

Por causa da grande descarga de adrenalina no organismo. Sempre que há uma situação de estresse ou de emergência, essa substância é liberada pela glândula supra-renal, localizada – como diz o nome – acima dos rins. Quando ocorre essa descarga, receptores presentes nos tecidos do corpo humano – chamados adrenérgicos – enviam grande quantidade de sinais para o cérebro, preparando o organismo para enfrentar a situação ameaçadora. Como essa descarga adrenérgica costuma ocorrer em situações de perigo, o cérebro estimula o sistema nervoso periférico, enviando sinais para ajudarem o corpo a reagir. No caso de um susto, as reações possíveis são a fuga ou o enfrentamento – por meio de uma luta, por exemplo. As pupilas dilatam, para a pessoa enxergar melhor, os batimentos cardíacos aceleram e a pressão arterial aumenta – assim, os músculos recebem mais oxigênio e maior irrigação sangüínea para uma atividade física intensa e rápida.

LEIA MAIS

O que um susto provoca no corpo?

Como o corpo humano se decompõe?

 

“Normalmente apresentamos ligeiros tremores provocados por semicontrações nos músculos, que nos conferem equilíbrio”, afirma o neurologista Luiz A. de Andrade, da Escola Paulista de Medicina. “Mas o aumento no fluxo de informações para o cérebro interfere nesse equilíbrio, provocando tremores exagerados.”

Continua após a publicidade
Publicidade