Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Quais modalidades olímpicas não contam com os melhores atletas?

Em alguns esportes, a Olimpíada não passa de um torneio esvaziado, graças à rivalidade com outros eventos simultâneos ou indisposição dos atletas

Por Fernando Badô Atualizado em 4 jul 2018, 20h12 - Publicado em 18 abr 2011, 18h49
olimpiadas

Em alguns esportes, a Olimpíada não passa de um torneio esvaziado. No caso do futebol, a liberação de apenas três atletas com mais de 23 anos é uma imposição da Fifa, que não quer ver os Jogos virarem uma Copa do Mundo. Resultado: às vezes, campeões das Copas, como o Brasil, a França e a Inglaterra, não se classificam para os Jogos.

Outra modalidade restrita é o boxe, exclusivo para os amadores. Em 1992, nos Jogos de Barcelona, houve um movimento para liberar profissionais. Mas os americanos resistiram. Suspeita-se que, sabendo da falta de interesse dos seus lutadores em dar a cara para bater sem ganhar nada, o Comitê Olímpico dos EUA fez lobby para impedir a liberação. A entidade teria evitado que países tradicionais no boxe, como o México, roubassem parte de seu terreno olímpico.

Já no beisebol, o problema não é a restrição a profissionais, mas a liga americana, que detém os melhores jogadores do planeta. Ela não libera seus atletas por um motivo simples: a Olimpíada acontece junto com a temporada americana do esporte. Com um time de amadores, os EUA não se classificaram para Atenas.

No basquete, agora, o problema é outro: às vezes, os principais astros dos EUA simplesmente não estão interessados. Parece bizarro, mas atletas comoShaquille O’Neal e Kobe Bryant não estão quiseram participar da seleção norte-americana que foi para Atenas, em 2004. Uns alegaram cansaço; outros, medo de atentados. Seja como for, parece improvável a reunião de um novo Dream Team no futuro próximo.

Outro esporte que sofre com a falta de vontade é o tênis. O americano Pete Sampras, considerado o maior jogador da era profissional, só esteve em Barcelona, em 1992. E seu compatriota Andre Agassi, um dos mais vitoriosos tenistas do mundo, seguiu seus passos: ele foi ouro em Atlanta em 1996, mas também não quis ir a Atenas.

Continua após a publicidade

olimpiadas2

LEIA MAIS

Como surgiram as Olimpíadas?

Quais foram as provas mais bizarras das Olimpíadas?

Como foi o atentado nos jogos de Munique?

Qual foi o primeiro brasileiro a ganhar ouro em Jogos Olímpicos?

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

Impressa + Digital

Plano completo da Super! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 12,90/mês