Assine SUPER por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Qual é o tipo de cão que transmite menos doenças?

Por Yuri Vasconcelos
Atualizado em 22 fev 2024, 11h35 - Publicado em 1 jul 2009, 15h01
640px-Maremma_sheepdog

No caso de pessoas alérgicas, o melhor é o cão d’água português, um cãozinho de porte médio, parecido com uma ovelha. Nos últimos meses, a raça ficou famosa por ter sido a escolhida como presente para Malia, filha (alérgica) de Barack Obama, presidente dos EUA. Segundo os especialistas, como o pelo é o principal elemento que desencadeia crises alérgicas, a frequência de troca da pelagem é um fator essencial na escolha de um mascote. Nesse sentido, animais que trocam de pelo mais espaçadamente – como o ilustre cão d’água português – têm menor probabilidade de causar alergia. Mas vale destacar: se vacinado, o risco de qualquer cão transmitir doenças é pequeno. Veja a seguir outras raças especialmente indicadas para determinados grupos de pessoas. $-)

CARA PRA UM, FOCINHO PRA OUTRO

Conheça as raças mais indicadas para grupos específicos de pessoas

PARA CRIANÇAS

Cães como sheepdog e pastor alemão são obedientes, fiéis e os mais indicados para a molecada. “Criados para cuidar de ovelhas, eles podem exercer a mesma função com crianças”, diz a veterinária carioca Renata Merces Leite

Continua após a publicidade

PARA IDOSOS

O animal precisa se adaptar ao estilo de vida de uma pessoa mais velha.

Por isso, o ideal é que tenha um temperamento tranquilo e dócil e não precise de muitos cuidados. Bons exemplos são o pug, o schnauzer e o yorkshire

PARA CEGOS

Golden retriever e labrador estão entre as raças favoritas para guiar deficientes visuais. Esses animais são inteligentes e aprendem rapidamente novos comandos. Além disso, têm porte e temperamento

Continua após a publicidade

próprios para essa função

PARA AUTISTAS

Já as raças adotadas pela Autism Service Dogs of America, instituição americana que treina cães de companhia para autistas, são o labrador e golden retriever. De índole dócil, eles aprendem a não ficar agressivos diante de atos imprevistos do autista

PARA FICAR DE OLHO!

O lhasa é um cão todo fofinho. Mas é preciso ficar esperto com um hábito nada saudável do totó: comer cocô! A coprofagia (nome científico para o ato de comer fezes) é comum em cães dessa raça e pode fazer com que ele transmita doenças ao lamber a boca de alguém após ter se “banqueteado”… Urgh!

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A ciência está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por SUPER.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.