Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Se as células da pele se renovam, por que a tatuagem não sai?

A pele tem mais de uma camada e nem todas se renovam

Por Yuri Vasconcelos Atualizado em 4 jul 2018, 20h10 - Publicado em 30 mar 2009, 18h10

Simplesmente porque as tatuagens são feitas numa das camadas mais profundas da pele, que não sofre renovação. É bom lembrar que o tecido que recobre nosso corpo é formado por três camadas principais: a epiderme, mais externa; a derme, intermediária; e a hipoderme, a mais profunda de todas. Das três, a única que está em constante renovação é a epiderme. “As tatuagens são feitas com injeção de pigmentos diretamente na derme, que não se renova”, diz a dermatologista Solange Teixeira, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Os tatuadores usam finas agulhas que penetram cerca de 2 milímetros no tecido e, então, injetam gotas de tinta lá dentro, na derme. É por esse motivo que as tatuagens não saem do corpo, enquanto um risco de caneta, que só atinge a epiderme, desaparece com água e sabão. Entretanto, caso não tenham sido bem-feitas, elas podem acabar ficando borradas com o tempo. Isso ocorre, por exemplo, quando a agulha não atinge a derme ou quando a tinta é de baixa qualidade. Os desenhos também podem perder definiç��o em virtude da ação de células de defesa da pele, que tentam isolar os pigmentos por entender que eles são uma agressão ao organismo.

Publicidade