GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

William MacDonald, o primeiro serial killer da Austrália

William MacDonald ganhou o apelido de "Mutilador de Sydney" por arrancar as genitálias de suas vítimas

ILUSTRA Mateus Santolouco

1) William MacDonald (1924-2015) nasceu em Liverpool, na Inglaterra, em 1924. Ainda garoto, Allan Ginsberg (seu nome de batismo), foi diagnosticado como esquizofrênico. Aos 19 anos, entrou para o exército, onde foi estuprado pelos colegas de regimento. Nessa época, apresentou os primeiros sinais de homossexualidade.

2) Em 1955, foi para a Austrália e mudou o nome para William MacDonald. Alvo de chacotas por ser gay, passou a andar com uma faca. Cinco anos depois, embriagado, cometeu seu primeiro crime: matou um sem-teto estrangulado. Em outra ocasião, atacou um rapaz bêbado, mas decidiu não matá-lo.

3) Tempos depois, mudou o nome mais uma vez,  para Alan Brennan, e cometeu o segundo assassinato: matou um homem com facadas no pescoço. Ele cortou as genitálias da vítima, colocou em um saco plástico e o lançou de cima de uma ponte. O caso ganhou repercussão e MacDonald foi apelidado de “mutilador”.

 

+ Retrato Falado: Albert Fish, o idoso que matava, mutilava e devorava crianças

+ Retrato Falado: Francisco de Assis Pereira, o psicopata brasileiro conhecido como Maníaco do Parque

 

4) Em 1961, matou outro homem a facadas e repetiu o procedimento de mutilação. A polícia local ficou atordoada e colocou investigadores disfarçados de sem-teto nas ruas. Empolgado com a visibilidade dos crimes, William matou pela quarta vez, seguindo o mesmo ritual.

5) Um ano depois, MacDonald comprou uma loja e usou o local para tentar matar James Hackett. Rodeado de sangue, não conseguiu mutilar a vítima e fugiu. Meses depois, a polícia encontrou o corpo, já em estado de decomposição, e concluiu que se tratava de mais um ataque do mesmo serial killer que eles já estavam caçando.

6) O assassino fugiu para a Nova Zelândia. Com o fim dos ataques, o caso do mutilador esfriou na imprensa. Paranoico, William voltou para Sydney e foi reconhecido por um vizinho de sua antiga loja. Ele entrou em contato com a polícia, que recomeçou as investigações.

 

+ Retrato Falado: Nannie Doss, a serial killer que matou filha, neto, sogra, irmã e vários maridos

+ Retrato Falado: Bonnie & Clyde, o casal de foras-da-lei que se tornou lenda nos EUA

 

7) Como MacDonald havi sido dado como morto até então (por causa de seu desaparecimento), a história ganhou o título de “O caso do defunto ambulante”. Após descobrir que o corpo na loja era de uma vítima, a polícia divulgou o retrato falado. O mutilador foi reconhecido em Melbourne e levado à delegacia por um colega de trabalho.

 

QUE FIM LEVOU?

Foi condenado a prisão perpétua e, depois, transferido para uma clínica psiquiátrica após atacar dois detentos. De volta ao xadrez, cumpriu a pena em uma área isolada e morreu em 2015