Clique e Assine por apenas 8,90/mês

Até 10 cigarros por hora: estudo analisa fumo de “terceira mão” no cinema

Pesquisa feita na Alemanha foi o primeiro a analisar in loco os resíduos de tabaco exalados pela pele, roupas e cabelos de fumantes em ambientes fechados.

Por SUPER - Atualizado em 16 abr 2020, 11h46 - Publicado em 20 mar 2020, 13h42

Você não precisa nem estar ao lado de alguém com o cachimbo aceso: os resíduos de tabaco exalados pela pele, roupas e cabelos de fumantes podem ser absorvidos de forma passiva – e contaminar o ar de ambientes fechados. É o que o pesquisadores costumam chamar de “fumo de terceira mão”.

Segundo um estudo americano que mediu a intensidade do fumo de terceira mão em salas de cinema, o total de poluentes emitidos dessa forma, em uma hora, pode variar entre 1 e dez cigarros.

O experimento foi feito em uma sala de cinema na cidade de Mainz, na Alemanha, durante 4 dias. Como destaca a revista Science News, esse foi primeiro estudo a analisar a fumaça de terceira mão no ato, captando as substâncias exaladas e não apenas seu efeito na saúde humana.

Entre os principais poluentes estão substâncias tóxicas como o benzeno, formaldeído e acetaldeído. Em média, a plateia de um filme era exposta a um nível de benzeno semelhante ao presente em oito cigarros – ou um total de acetaldeído equivalente a quatro cigarros. Tudo isso em uma única hora.

Continua após a publicidade

A taxa de contaminação, claro, depende da poltrona em que a pessoa está sentada – e o quão impregnado de fumaça está o espectador ao lado. O estudo foi publicado na revista científica Science Advances.

Publicidade