GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Beber melhora o desempenho sexual

Nada pior do que acreditar que o álcool vai fazer de você um garanhão. Vá lá, um drinque ou dois podem ajudar a descontrair e preparar o terreno. Mas só um ou dois. Senão o efeito será oposto ao que você espera: um desastre. Beber não melhora sua performance sexual, mas pode piorá-la muito e até mesmo acabar com sua reputação. Como o álcool produz efeito depressivo sobre o sistema nervoso central, a princípio ele deixa você mais relaxado. Mas bastam algumas doses a mais para comprometer a ereção. Você sempre ouviu dizer que quem enche a cara não funciona, certo? A informação procede. E o pior: a broxada pode acontecer mais de uma vez. “Ingerir sempre bebidas alcoólicas em quantidades elevadas pode dificultar a função erétil do pênis, por danificar os nervos periféricos que se destinam à área genital”, diz o urologista Celso Gromatzky, coordenador da Unidade de Medicina Sexual da Faculdade de Medicina do ABC e membro do Núcleo Avançado de Urologia do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

E não vale usar a bebida para controlar a ejaculação precoce. Como, depois de umas e outras, alguns homens sentem uma diminuição da ansiedade e melhora do controle ejaculatório, alguns usam a bebida como artifício para prolongar o ato sexual. “Não funciona para todos os homens. E, mesmo quando a bebida prolonga o tempo antes da ejaculação, a relação sexual continua insatisfatória”, diz Gromatzky. “Álcool não é remédio para ejaculação precoce. Acompanhamento médico e psicoterapêutico são as estratégias corretas para tratar a doença”, explica o urologista.


Um drinque ou dois podem ajudar a descontrair. Beber mais do que isso pode comprometer a ereção.