Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Brasil é mais sedentário do que os EUA

Essa é a surpreendente conclusão da Universidade Stanford, que avaliou os hábitos diários de 700 mil pessoas, por meio de um aplicativo para celular

Por Bruno Garattoni Atualizado em 5 set 2017, 12h43 - Publicado em 25 ago 2017, 15h31

Com o auxílio de smartphones, a Universidade Stanford, na Califórnia, analisou 717.527 pessoas de 111 países para saber sobre seus respectivos hábitos de atividade física. Os pesquisadores estimam que mais de 5 milhões de pessoas morram anualmente por causa de doenças decorrentes do sedentarismo. Esse foi o maior estudo em quantidade de dados sobre o tema.

Mayra Fernandes/Superinteressante

Fonte: Large-scale physical activity data reveal worldwide activity inequality. Tim Althoff e outros, Universidade Stanford, 2017.

Publicidade