GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Células cancerosas: A proteína do cólon

Médicos canadenses descobriram uma maneira simples e segura de analisar as atividades de células cancerosas no cólon

Uma maneira simples e segura de analisar a atividade de células cancerosas no cólon acaba de ser desenvolvida por médicos da Universidade McGill, em Montreal, no Canadá. Segundo eles, nos pacientes que morreram poucos meses depois de diagnosticado o tumor do intestino, existe uma quantidade muito maior de uma proteína, chamada PCNA. De acordo com as estatísticas, 40 a 50% das pessoas que extraíram esse tipo de tumor têm reincidência e metástase (alastramento do câncer pelo corpo). O exame das células doentes no microscópio não dava a menor pista sobre as chances do paciente após a cirurgia. Mas o teste recém – desenvolvido, capaz de reconhecer as moléculas de PCNA numa amostra de tecido do cólon, permite realizar esse prognóstico. Após acompanhar a evolução de quarenta casos de câncer, os médicos canadenses concluíram que pessoas com baixa taxa da proteína no intestino têm chance de sobreviver cinco anos ou mais.