GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Molécula de açúcar e glóbulos brancos: A doce luta antiinflamação

Químicos americanos conseguiram identificar e sintetizar uma molécula de açúcar que serve de peça-chave para os glóbulos brancos reconhecerem os vasos sanguíneos próximos de regiões machucadas do corpo.

Químicos do Instituto de Pesquisa Scripps, nos Estados Unidos, conseguiram identificar e sintetizar uma molécula de açúcar, que serve de peça-chave para os glóbulos brancos reconhecerem os vasos sanguíneos próximos de regiões machucadas do corpo. Se esse reconhecimento é essencial para o organismo se defender de eventuais infecções, decorrentes de um ferimento, pode também resultar numa invasão exacerbada de glóbulos brancos em determinado órgão, o que lhe causa danos. A molécula identificada pelos americanos se liga a uma proteína, chamada E-seletina, produzida pelos vasos sanguíneos, nas proximidades de um machucado. Quando ocorre a união, esses vasos se expandem, facilitando a chegada de mais e mais glóbulos brancos de defesa. Na opinião dos pesquisadores, a descoberta desse mecanismo levará a novos remédios antiinflamatórios, tremendamente eficazes.