GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Neuróticos não largam o vício jamais

Junte um probleminha genético a uma neurose e você terá um fumante que dificilmente conseguirá abandonar o vício.

Junte um probleminha genético a uma neurose e você terá um fumante que dificilmente conseguirá abandonar o vício. A conclusão é do geneticista Dean Hamer, do Instituto Nacional do Câncer, nos Estados Unidos. Ele descobriu que um defeito no gene responsável pela produção de serotonina – o mensageiro químico do bem-estar no cérebro – pode conduzir à dependência do cigarro. Mas é o perfil psiquiátrico do paciente, associado à falha genética, que determina a facilidade de largar o hábito. Hamer aplicou a fumantes com defeito no gene da serotonina um longo questionário para descobrir quem era neurótico. O grupo considerado o mais desajustado demonstrou ser também aquele com maior dificuldade de renunciar às baforadas.