Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

O maior cestinha do basquete: A mão de Deus

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h14 - Publicado em 31 out 2004, 22h00

O americano Kareem Abdul-Jabbar reinava como o maior cestinha da história do basquete mundial, com a marca de 46 725 pontos. Isso até o dia 27 de outubro de 2001, quando, na partida entre Flamengo e Fluminense pelo Campeonato Carioca, o ala flamenguista Oscar Schmidt superou a marca do astro americano.

E Oscar, o “mão santa”, foi mais longe ainda. Em 25 anos de carreira, marcou 49 703 pontos, em 1 613 jogos, média de 30,8 pontos por partida. Venceu quase tudo o que disputou. Sua grande conquista foi no Pan-Americano de Indianápolis, em 1987. Liderou o Brasil na vitória contra a temível seleção americana, por 120 a 115, ganhando a medalha de ouro.

Publicidade