GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

O que é a labirintite?

Apesar de fazer parte do aparelho auditivo, o labirinto nos dá o senso de direção e de equilíbrio

[pergunta de Leonardo Costa Rezende]

Trata-se da inflamação do labirinto, região do ouvido interno que, além de contribuir para a audição, é responsável pelo equilíbrio do corpo e por nosso senso de direção.

Por isso mesmo o principal sintoma é uma forte sensação de tontura e vertigem, acompanhada de zumbidos, náuseas e visão embaçada.

Como o labirinto se relaciona com diversas regiões do organismo – do sistema nervoso central (cérebro e cerebelo) aos olhos, nervos dos tendões e músculos – qualquer alteração nessas partes do corpo pode provocar labirintite. “As inflamações mais comuns são causadas por vírus, como o da gripe, ou bactérias trazidas pela água que entra no ouvido; distúrbios no metabolismo como diabetes e hipotireoidismo, pressão alta e estresse”, afirma Paulo Pontes, otorrinolaringologista da Escola Paulista de Medicina, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Justamente por ter tantas possibilidades de origem, o diagnóstico da labirintite costuma dar bastante trabalho aos médicos. Outras causas possíveis são infecção das vias respiratórias, otite, sífilis e meningite.

Prumo e bússola

Com cerca de 1 centímetro de diâmetro, o labirinto é formado por uma série de pequenos ossos e membranas interligados no ouvido interno. Dentro deles circula um líquido cujo movimento regula a estabilidade do corpo. Assim, qualquer inflamação nessa região – o que caracteriza a labirintite – provoca tontura, vertigem e mal-estar generalizado.