GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Os magros têm um metabolismo mais acelerado que os gordos

Parece óbvio, não é? Se aquele sujeito é magro desse jeito, é claro que o metabolismo dele só pode ser acelerado. Agora, aquele gordinho, que sua para subir as escadas, com certeza tem o metabolismo baixo. Ledo engano. Nessa, como em outras questões envolvendo o metabolismo, é impossível generalizar. Mas, segundo especialistas, o contrário faz muito mais sentido: um corpo acima do peso requer muito mais energia para funcionar do que um magrinho. Daí que, de maneira geral, seriam os gordos os donos do metabolismo acelerado.

Generalizações à parte, o melhor mesmo é considerar que cada organismo tem um metabolismo próprio, resultado de vários fatores. “A eficácia com que o organismo gasta energia varia de um indivíduo para outro. Não dá para afirmar que o metabolismo de um é mais acelerado do que o de outro só levando em conta as características físicas”, diz o endocrinologista Antônio Chacra, professora da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). A genética responde por até 50% desse ritmo metabólico. Daí, sim, é que alguns magros favorecidos pela carga hereditária podem contar vantagem sobre os gordos. Outro fator fundamental na regulação do ritmo metabólico é o estilo de vida. “Os bons hábitos podem acelerar o metabolismo. Os maus, diminuí-lo”, diz o especialista. Uma coisa é certa: a melhor maneira de acelerar o metabolismo é acrescentar massa muscular ao corpo. Afinal, os músculos gastam muito mais energia para funcionar do que a gordura – 1 quilo de músculo derrete 70 calorias por dia, enquanto a mesma quantidade de gordura consome somente 4 calorias no período. Por isso, quem puxa ferro tem grandes chances de se tornar aquele ser invejável: magro, e com metabolismo acelerado.